Daily Archives: 22 de Junho de 2012

Sra. Yoani Sanchez, a integridade como seres humanos neste século XXI atinge-se não por ter acesso à internet, mais sim deixando de ser subserviente ao Império.

Artigo de Tudo Para Minha Cuba

A notícia de que o serviço de internet foi bloqueado pelo Google para a ilha de Cuba, de acordo com o U.S, ainda ronda a média digital, mas o Novo Heraldo, apostando na sua suposta credibilidade para aqueles que segui-lo de forma submissa, publica  a celebração de um festival com nome pouco convincente e apelido monossílabo ‘Clique’ em cuba, em que estarão participando : ” Blogueiros cubanos pelo aceso à Internet”.

Mas não protestam para reivindicar o direito da terra que viu o nascimento deles e a qual devem a excelente saúde que tem sem ter que pagar um centavo……Não, eles culpam o governo de Cuba para a baixa conectividade da ilha…

O Novo Heraldo, EFE, REUTERS falam mais uma vez de Yoani, não poderia faltar, digna representante dos direitos dos explorados e ‘blogueiro independente ‘  bem remunerada graças ao negócio promissório de desacreditar ao Governo de Cuba:

Disse: «os cubanos estão prontos para se tornarem seres humanos no século XXI. Queremos ter acesso à internet (…), aprender com as novas tecnologias como qualquer cidadão do mundo ‘, disse à Reuters. 

À Yoani! Gostaríamos de saber quem é quem lhe dá aulas de oratória? Parece mentira, você já estudou Filologia em Cuba, cuja qualidade na ensinança e reconhecida a nível mundial.

Nem a boca do George Bush tinha ouvido uma frase tão simplista e cheia de tontice e mediocridade

Senhora, você tem acesso à internet na ilha graças ao apoio que recebeu de quem quer uma Cuba anexada, mais não terá tempo para ter acesso a esses sites que reflectem as estatísticas a nível mundial, sobre o acesso para a internet (que não é um elemento de primeira necessidade) e água, comida e saúde (que sim o são)?  

De acordo com a sua opinião (e esta frase de você vai ficar para a história como uma das mais medíocres na história da humanidade POSSO-LHE GARANTIR) aqueles que não têm acesso à internet não são seres humanos deste século cheio de contradições? Nós convidamos você a rever as estadísticas.

______________________

Aceso a Internet

ESTADISTICAS MUNDIALES DEL INTERNET
(Usuarios del Internet y Poblacion por Países y Regiones)

ESTADISTICAS MUNDIALES DEL INTERNET Y DE LA POBLACION
Regiones Poblacion
( 2011 Est.)
Usuarios
Dic. 31, 2000
Usuarios
Dic. 31, 2011
% Población
(Penetración)
Usuarios
% Mundial
Facebook
Dic. 31, 2011
Africa 1,037,524,058 4,514,400 139,875,242 13.5 % 6.2 % 37,739,380
Asia 3,879,740,877 114,304,000 1,016,799,076 26.2 % 44.8 % 183,963,780
Europa 816,426,346 105,096,093 500,723,686 61.3 % 22.1 % 223,376,640
Oriente Medio 216,258,843 3,284,800 77,020,995 35.6 % 3.4 % 18,241,080
Norte America 347,394,870 108,096,800 273,096,800 78.6 % 12.0 % 174,586,680
Latinoamerica / Caribe 597,283,165 18,068,919 235,819,740 39.5 % 10.4 % 147,831,180
Oceania / Australia 35,426,995 7,620,480 23,927,457 67.5 % 1.1 % 13,353,420
TOTAL MUNDIAL 6,930,055,154 360,985,492 2,267,233,742 32.7 % 100.0 % 799,092,160
NOTAS: (1) Las Estadisticas de Usuarios Mundiales del Internet fueron actualizadas a Diciembre 31, 2011. (2) Para ver información detallada, de un clic sobre la región o el país correspondiente. (3) Los datos de población se basan en cifras para 2011 del US Census Bureau. (4) Los datos de usuarios provienen de información publicada por Nielsen Online , ITU y de Internet World Stats. (6) Estas estadísticas son propiedad intelectual de Miniwatts Marketing Group, se pueden citar, siempre manifestando el debido credito y estableciendo un enlace activo a www.exitoexportador.com . Copyright © 2001-2012, Miniwatts Marketing Group. Todos los derechos reservados.

Aceso a Agua 

Instituto Internacional de gerenciamento de água (IWMI), com base no Sri Lanka

“ A terceira parte da população mundial sofrerá escassez de água em 2025, com o consequente agravamento do conflito entre a crescente demanda e a conservação do meio ambiente

Estima-se que 2,70 bilhões de pessoas, ou um terço da população projectada para 2025, vai viver em áreas com severa escassez de água. 

Ásia e a África Subsariana será o mais afectado, precisamente onde estão alguns dos países de maior densidade populacional e baixa renda, de acordo com o Instituto. Actualmente, 450 milhões de pessoas vivem em 29 países sofrem de escassez de água.”

Acesso a alimentos 

A volatilidade dos preços dos géneros alimentícios e escassas Reservas tem uma diminuição na quantidade de terra cultivada por contexto de pessoa.

Em todo o mundo, as culturas de grãos cresceram quase 700 milhões de hectares.

Mas como a população mundial atingiu 7 bilhões de pessoas em 2011, o número médio de hectares plantados com grãos por pessoa era 0.1, metade do registado no início da década de 1960.

Embora a área total cultivada com grãos caiu de seu pico de 732 milhões de hectares em 1981, a produção é mais de 50 por cento mais elevado devido ao solo melhorado.

Em 1950, os agricultores poderiam esperar uma média de uma tonelada de cereais por hectare. Há agora três vezes mais produtivas das culturas.  

O problema das perspectivas de alimentos no mundo é que agricultura não é mais, como era conhecido proverbialmente, “uma fruta para o alcance de todos”. 

Saúde e Nutrição

Desnutrição, fenómeno global, está directamente relacionada a mais de metade dos casos de mortalidade infantil. A organização mundial de saúde (OMS) estima que metade das mortes de crianças que ocorreram nos países em desenvolvimento durante 1995, devido a problemas relacionados à desnutrição. Mesmo de continuar a persistir, ele causará consequências graves em crianças, a sociedade e o futuro da humanidade.

No mundo nascem anualmente 24 milhões de menores com menos de 2,5 kg, isto que representa 17 por cento de todos os nascimentos. A maioria destas crianças em países em desenvolvimento e a causa do peso baixo do nascimento é o pobre desenvolvimento fetal

As doenças infecciosas continuam a ser um grave problema mundial, causando até 45 mortes que ocorreram na África e sudeste da Ásia em 1998 e 48 % das mortes prematuras (antes de 45 anos de idade) registado no mundo. Isso apesar do fato de que as causas das doenças infecciosas mais e seu tratamento são conhecidas e na maioria dos casos, a doença e a morte pode ser evitado com um custo razoável.

A hepatite B  mata anualmente cerca de 1 milhão de pessoas e o Haemophilus influenzae tipo B  mata 900.000 crianças menores de 5 anos.

 _______________

De uma população mundial de 6,930,055,154 pessoas, 4 662 821 412, não têm acesso à internet e não deixam de ser seres humanos deste século, mais preocupados pela alimentação, cuidar da sua saúde, dos recursos de água e garantir um futuro melhor para seus descendentes.

As prioridades na vida de cada pessoa, além do desejo individual lógico que cada um de nós, demonstra o nível de comprometimento que cada um tem com o futuro do seu país e, por fim, do mundo, do qual somos todos parte e responsáveis.

A média  mais uma vez faz repetição de aqueles que acham que uma Cuba melhor esta no acesso à rede de redes que não fornece de alimentos, nem saúde.

Os incorrectamente nomeados Blogueiros independentes não podem levantar suas vozes para fazer reivindicações as que todos os seres humanos temos  direito…

Queremos livre saúde e Queremos nos alimentar e não morrer de fome !

Queremos educação livre para nossos filhos !

Mais, tudo isso eles tem em Cuba:

  • Cuba tem uma expectativa de vida de mais de 77 anos

  •   Princípios de saúde pública Cubana

– A saúde é um direito da população

– A saúde da população é da responsabilidade do estado.

– Serviços de saúde chegam a toda a população igual.

– Práticas de saúde terá uma base científica sólida.

– Ações de saúde terá uma orientação preventiva.

– Participação social é inerente à gestão e desenvolvimento de serviços de saúde.

– Solidariedade internacional será a prática de serviços de saúde.

  • No índice de desenvolvimento humano das Nações Unidas, Cuba tem, supostamente, um (0.993) juntamente com outros 5 países com o mesmo índice: Austrália, Dinamarca, Finlândia e Nova Zelândia da América Latina, seguido pelo Uruguai (0.955) e Argentina

…apesar de que como maus filhos da sua terra procurem pretextos estúpidos para organizar um Festival que pretende realmente reclamar que o mestre do Norte finalmente venha a pisá-los e deixem, em seguida,  de viver como seres humanos deste e de todos os séculos a vir.

Contínua…

FONTES:

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, Relações Estados Unidos Cuba, TERRORISMO VS CUBA | Etiquetas: | Deixe um comentário

Cuba: Luta contra a malária e outras doenças em África

 

Cuba trabalha para o controlo e a erradicação desta doença e outras a traves de Labiofam em países como Burkina Faso, Guiné Equatorial, Zâmbia, Angola, Ghana, Tanzânia e da Nigéria.

O Grupo fabrica  biolarvicides, raticida biológica (BIORAT), medicamentos veterinários, vacinas, suplementos dietéticos virais e bacterianos.

No caso da malaria o mosquito perigoso combate-se com o produto cubano BACTIVEC, produzido por LABIOFAM, Bactivec é um biolarvicida seletivo para o controle de larvas de mosquitos dos gêneros: Aedes, Anopheles, Culex, Mansonia, Psorophora, Uranotaenia, entre outros e já foi testado em vários países.

O projeto é feito através de trabalhos comunitários, atenção primária para a população, o atentado contra as larvas do mosquito no caso da malária e da conclusão das novas instalações de biolarvicidas.

A COOPERAÇÃO

Em Angola:

Programa de controlo larval cobre 70 porcento dos 164 municípios : O coordenador Nacional para Prevenção e Controlo de Vectores do Ministério da Saúde, disse em Luanda, que os trabalhos de luta contra as larvas transmissoras de doenças já cobre 70 porcento dos 164 municípios do país.

 Cani Pedro, que falava à Angop sobre as “Medidas Integradas de Controlo de Vectores”, o projecto Antex, para o controlo larval numa cooperação entre as repúblicas de Angola e Cuba, encontra-se na fase de implementação, tendo até ao momento desenvolvido várias actividades, como a alocação do pessoal treinado nos municípios, onde cada brigada tem cinco elementos, dos quais um cubano.

Segundo ele, não se atingiu ainda os cem porcento por falta de condições de habitabilidade dos técnicos da cooperação cubana e de algumas anomalias técnicas como as comunicações, bem como os acessos com os meios de grande porte, o que não inibiu o grupo de trabalhar na sensibilização através palestras e distribuição de material informativo.

Para o biólogo e especialista em entomologia médica e veterinária, da Direcção Nacional de Saúde Pública, em algumas regiões estão a realizar trabalhos com as autoridades locais na identificação e reconhecimento geográfico das áreas para intervenção, entre outras actividades que visando garantir a saúde das populações.

“Estes trabalhos são realizados com os meios de intervenção imediata disponibilizados pelo Governo central como terioscopios, viaturas para pesquisas operacionais, o que permite trabalhar na totalidade nas sedes capitais das 18 províncias, estando a cobertura total do país dependente da acessibilidade e de chegada dos produtos de controlo biológicos como o bactrivec, griself, raticida para controlo dos roedores, entre outros.

O Projecto de Luta Anti-larvas/Antex-Labiofam, com a cooperação de Cuba, que tem como principais beneficiários a população. Prima pelo controlo das larvas, combate do mosquito adulto, através de fumigação e tratamento inter-domiciliário. 

Engloba ainda, acrescentou, mobilização social, com distribuição de mosquiteiros, com particularidade aos grupos vulneráveis, crianças e mulheres grávidas, bem como os imonu-deprimidos, que são os pacientes com Vih-Sida, tuberculose, tripanossomia, entre outras.

‘Labiofam’ poderá implantar filial em Angola: A empresa cubana de produção de medicamentos “Labiofam” poderá instalar uma filial em Angola para, de forma mais directa, levar os seus fármacos, de produção exclusiva, aos angolanos e trabalhar no combate à malária.

O facto foi reforçado pelo director desta emprensa, José Fraga Castro, durante uma visita que o presidente da Assembleia Nacional, António Paulo Kassoma, efectuou às instalações da fábrica, inserida no programa da sua deslocação a Cuba.

 Paulo Kassoma garantiu, em declarações à imprensa, que foi já identificado, na Zona Económica Especial de Viana, em Luanda, um terreno onde a referida unidade fabril poderá ser instalada.

 Explicou que a Labiofam tem estado já em Angola, onde leva a cabo a primeira fase do  programa de prevenção da malária.

Por isso, nesta visita, disse ter abordado a forma de crescimento deste programa no sentido de, não só aumentar a prevenção da malária, mas também criar a indústria para que localmente se produzam medicamentos para acelerar o programa.

 “É um objectivo criar uma fábrica em Angola  e Cuba já manifestou este interesse, estamos a estudar as modalidades que vão de encontro a este interesse”, asseverou.

O director-geral da referida unidade fabril, José António de Castro, asseverou que Angola só estará livre da Malária se erradicar também nos países limítrofes, e, com a instalação desta filial, o país estará também em condições de vender os seus produtos nos estados vizinhos.

De acordo com o director, o que se pretende não é vender medicamentos a Angola, mas fazer com que o país os possa produzir e tenha auto-suficiência dos produtos.

Explicou que o combate ao paludismo, através do medicamento Griselesf, um biolarvicida de acção prologanda, de  produção exclusiva da fábrica, que actua sobre as larvas dos mosquitos, tem dado resultados positivos em relação a outros métodos, entre os quais o de uso do mosquiteiro.

Disse que o grupo comercializa os seus produtos em ciquenta países do mundo e tem filiais em três, sendo que em África está presente em mais de 15 nações, entre as quais Angola, Ghana, Tanzânia, África do Sul e Zâmbia.

Por outro lado, explicou que a fábrica tem dedicado atenção à produção de suplementos dieteticos de origem natural, produtos de higiene, e agora na fabricação de um medicamento  denominado vidatox, feito a base do veneno de escorpião, para a cura do câncer em diversos órgãos e de tumores.

Realizadas mais de mil consultas gerais na comuna da Canjala, Benguela: A repartição da saúde da comuna da Canjala, no município do Lobito (Benguela), realizou hoje (terça-feira), mais de mil consultas de rotina nas comunidades da referida circunscrição.

Segundo o chefe da repartição dos serviços da saúde da Canjala, Zeferino Joaquim, a campanha contou com a participação de 10 médicos angolanos e cubanos, que se deslocaram ao local no quadro do programa denominado “A Saúde Mais Próximo do Cidadão” gizado pela administração municipal do Lobito.

As consultas maternas infantis às mulheres grávidas, as vacinas de rotinas contra tétano, administração de vitamina A, testagem voluntária do HIV/Sida, consultas gerais e diagnósticos da pressão arterial, fizeram parte do trabalho rural dos médicos.

A distribuição de mais de cinco mil preservativos, dez  mil frascos Bactivic Labiofam, (produto para desinfectar a água para consumo), constou também da actividade da equipa de médicos e especialistas da saúde na comunal da Canjala.

Zeferino Joaquim fez saber que trabalho do género será desenvolvido nos próximos dias na comuna do Egipto Praia e nas povoações da Hanha do Norte e Kulango.

De acordo com a fonte, o objectivo é levar os serviços gerais da saúde próximo ao cidadão no quadro da prevenção e combate das doenças mais frequentes na região.

O responsável da saúde elogiou as autoridades tradicionais e as entidades religiosas pela forma como têm conseguido mobilizar a população a aderir os programas do sector.

GHANA

O grupo empresarial cubano LABIOFAM, laboratórios farmacêuticos e biológicos cubanos, sediados em Ghana, juntamente com a Brigada médica cubana que funciona neste país irmão, realizam  um exercício de trabalho social para controlar a malária através dos serviços de fumigação e prestação de cuidados de saúde em comunidades afetadas por este flagelo.

 A Dra. Ferro Ismary, membro do grupo e especialista de LABIOFAM, durante o programa de exames médicos para crianças organizados pelo grupo na escola primária extensão FamilyFaculty de Ghana, disse que este programa de obras sociais em conjunto com os médicos cubanos começou em Março passado e é esperado que continue a cada três meses com as escolas nas áreas onde opera LABIOFAM.

A Dra. Ismary disse que LABIOFAM está funcionando desde 2007 para controlar a malária em suas áreas de operações e educar as comunidades sobre a importância do controle da malária, e acrescentou: ‘ o programa também é aplicado em países africanos como Burkina Faso, Guiné Equatorial, Zâmbia, Angola, Tanzânia e Nigéria. O programa foi adoptado pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO). O grupo de negócios cubana também construiu uma planta de larvicidas em Gana para a sustentabilidade do programa em toda a África Ocidental.

Por seu lado, Dr. Jorge Serrano, chefe da Brigada médica cubana em Ghana, disse que o grupo de médicos continuará a oferecer suporte a operações de LABIOFAM para a prestação de assistência médica nas suas diversas áreas de operações.  LABIOFAM tem 21 especialistas no país, enquanto a Brigada médica cubana tem 163 médicos, que prestam serviços em 10 regiões do país.  Nesta comunidade exercício LABIOFAM distribuídos aos meninos droga ‘Ferrical’, que foi trazida de Cuba pela primeira vez para o tratamento de anemia em África.

Sr. Emmanuel David Tindogo, diretor da faculdade FamilyExtensión nacional de Ghana, agradeceu a Brigada médica cubana por seu apoio constante para a população de Gana e LABIOFAM.

 FONTES: 

LABIOFAM

ECURED

RADIO SANTA CRUZ

MINREX CUBA

ANGOP

 


Categories: ÁFRICA, CUBA - ÁFRICA, EDUCAÇÃO, SAÚDE | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.