Obama não escapa a críticas pelas declarações sobre Cuba e Venezuela : Interesses baixo ameaça.

Para eles não é suficiente que o Presidente dos Estados Unidos reafirmara a sua política de bloqueio contra a ilha, condicionara o levantamento deste para uma mudança de governo e questione o processo das elecções que vai decorrer em Venezuela, eles querem mais, não querem nenhum relaxamento na política, eles querem o sufocamento da ilha, o derrocamento de Chávez e uma América Latina submissa, presta a dizer SIM PATRÃO, eu preciso de falar com você e ter a sua permissão para tudo……

O candidato presidencial Mitt Romney e o senador Marco Rubio, qualificaram a política externa de Obama para a América Latina como “perturbadoramente ingénua”, lembrando que ele não entende os riscos apresentados pelo crescente autoritarismo na região para os Estados Unidos.

Alguns outros ofendidos:

Ileana Ros-Lehtinen: “O sistema de Castro não tem trabalhado nunca, e o povo cubano (os 4 gatos remunerados desde o norte) pode testemunhar as condições terríveis e violações dos direitos humanos que têm de suportar esta ditadura brutal” “Concessões de gestão só levaram a mais fluxo de dinheiro para os cofres do regime”.

Mauricio Claver-Carone, diretor do Comité da Acção política US-Cuba Democracy, baseado em Washington, D.C: “Estados Unidos devem ter uma política de pressão sobre o regime e ajudar a oposição cubana para acabar com a ditadura, não de desejo de que os Castros reconsiderem após 50 anos de repressão e controlo absoluto”

No fundo, alguns dos ofendidos como Ileana e os extremistas da ultra-direita de Miami estão a velar pelo seus salários, disso é que eles vivem, de manter a política de sufocamento para a ilha, alguns outros dos “ofendidos” vem afectados seus benefícios após um processo de Unificação dos povos da América em Organizações que não os incluem e afectam os interesses económicos e políticos dos Estados Unidos na Área.

Os países de América Latina, apartam cada vez mais aos Estados do Norte das suas decisões e acordos. É por isso que estão a recorrer aos golpes de estado no continente (Paraguai, Honduras, intento em Bolivia), uma sinal mais para aqueles que duvidam sobre as reais intenções do império.

Esta frase de Mitt Romney, candidato republicano dos Estados Unidos, e que tem o total apoio da ultradireita em Miami resume tudo:

“ Os comentários do Obama estendem um padrão de fraqueza em sua política externa, que tem encorajado os adversários e que diminuiu a influência dos Estados Unidos na região” e no mundo” 

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, OPINIÃO, POLÍTICA, Relações Estados Unidos Cuba, Relações Países América Latina | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.