Europa testa medicamento cubano para úlceras em pés diabéticos

Artigo em relação: Heberprot-P a biotecnologia Cubana produto que favorece a cura de úlceras diabéticas 

Site do HEBERPROT-P: AQUI

O Heberprot-P é um MEDICAMENTO que vem sendo desenvolvido por pesquisadores cubanos para curar úlceras nos pés diabéticos.

Trata-se de uma complicação crônica do diabetes. Caracteriza-se por infecção, ulceração e ou destruição dos tecidos profundos, associados a anormalidades neurológicas e vários graus de doença vascular periférica nos membros inferiores.

O país se prepara para testar o medicamento em diversos hospitais da União Européia. O diretor do  Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) de Cuba, Ernesto López, afirmou, por meio da Agência de Informação Nacional (AIN), que os ensaios serão realizados em cerca de 700 pacientes desses hospitais.

Segundo especialistas, essa é a maior pesquisa já feita sobre as úlceras em pés diabéticos. O país está nos preparativos para a produção de quantidade suficiente do remédio a fim de colocar o estudo em prática com outras empresas, explicou o diretor do CIGB..

O Heberprot-P tem demonstrado eficácia na redução sensível do número de amputações – calcula-se que 85% das amputações dos membros inferiores relacionados ao diabetes são precedidos de uma úlcera no pé – e se tornou o medicamento líder do CIGB. Possui patentes outorgadas em mais de 40 países e obteve até agora 17 registros sanitários, permissão de uso concedida pelos ministérios ou secretarias de Saúde Pública.

Estudos clínicos controlados e randomizados, demonstraram que aproximadamente 40 a 60% de todas as amputações não traumáticas dos membros inferiores são realizadas em pacientes com diabetes. O medicamento teria um grande impacto, tanto para a saúde pública, quanto no custo social e prejuízos emocionais relacionados.

A agência de informação informa que mais de 70 mil pacientes de diversas nações já foram beneficiados com o Heberprot P. Em Cuba, o programa é levado adotado em 192 policlínicas e 43 hospitais.

A prevalência de uma úlcera nos pés é de 4 a 10% da população diabética.

Existem alguns tratamentos disponíveis, hoje, para quem sofre do problema. Entre eles, o curativo com “gesso de contacto total”, que  molda cuidadosamente o pé e a perna para auxiliar na cicatrização das úlceras dos pés diabéticos. Tem a finalidade de distribuir o peso do corpo sobre toda a superfície da planta do pé diminuindo, desta forma, a pressão concentrada que é a causadora das feridas. O “gesso de contato total” permite continuar caminhando enquanto a ferida é tratada.

Os antibióticos, embora importantes, podem ter sua ação prejudicada caso a circulação de sangue para o pé for pobre, o que é comum nesses casos. Pode ser necessária uma cirurgia para a limpeza de feridas infectadas ou para remoção de tecidos que cicatrizam com dificuldade.

O tratamento do pé diabético envolve uma  equipe multidisciplinar: endocrinologista, diabetólogo, médico de família, cirurgião ortopédico, cirurgião vascular e plástico frequentemente, trabalham juntos para tratar e reconstruir pés e pernas. Estudos especiais podem envolver radiologistas, patologistas e neurologistas.

FONTE: BLOGUE EDUCAÇAO EM DIABETES 

Categories: CUBA-EUROPA, SAÚDE | Etiquetas: , , | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Europa testa medicamento cubano para úlceras em pés diabéticos

  1. landri

    valeu queria saber a onde tem esse tratamento no brasil

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.