Cuba, Índia e ONU elogiam Cúpula dos Não Alinhados em Teerã

FONTE: VERMELHO.ORG

O primeiro vice-presidente de Cuba, José Ramon Machado Ventura, destacou nesta quarta-feira (29) a importância da Cúpula do Movimento dos Países Não Alinhados que tem lugar em Teerã para abordar problemas complicados da atual conjuntura mundial.

Momentos depois de chegar a Teerã para participar na reunião de chefes de Estado e de governo que se inicia na quinta-feira (30), Machado assegurou que o encontro joga um papel significativo na complicada situação do Oriente Médio, pois abordará temas de alto impacto regional.

O vice-mandatário cubano disse à agência noticiosa oficial iraniana Irna que tem esperança de que os delegados à Cúpula de Teerã sejam capazes de adotar medidas efetivas e dar passos que ajudem a resolver crises regionais, das quais a mais complexa no momento é a da Síria.

Perguntado sobre a presidência iraniana do Movimento dos Países Não Alinhados nos próximos três anos, Machado sublinhou a capacidade do país persa para desempenhar uma ação vital no estabelecimento da unidade e da convergência entre os Estados membros.

Igualmente, se mostrou confiante em que Teerã possa assumir uma liderança capaz de reduzir tensões regionais.

Machado é a mais alta autoridade de Cuba presente em Teerã para participar no segmento de chefes de Estado e de governo, na quinta e sexta-feira, que deverá aprovar documentos preparados por especialistas e chanceleres desde o último domingo (26).

Na terça-feira (28), o chanceler cubano, Bruno Rodriguez, tinha declarado que o Irã assume uma grande tarefa com a realização de uma conferência de tal magnitude e descreveu a Cúpula como um fato de grande prestígio mundial.

Ban Ki-moon

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, já se encontra em Teerã para participar do Cúpula. Ele foi recebido por autoridades da chancelaria iraniana no aeroporto internacional de Mehrabad e expressou sua vontade de conversar com representantes do governo persa sobre temas regionais e internacionais de grande importância.

Fontes diplomáticas adiantaram a possibilidade de um encontro entre o chefe da ONU e o secretário-geral da Liga Árabe, o egípcio Nabil El-Arabi, para abordar o conflito na Síria e examinar uma proposta pacificadora de Teerã.

O porta-voz de Ban, Martin Nesirky, declarou na terça-feira em Nova York que o secretário-geral teria conversações com o líder supremo da Revolução Islâmica iraniana, aiatolá Ali Khamenei, o presidente Mahmoud Ahmadinejad e um grupo de deputados.

Meios locais de imprensa reproduziram artigos de jornais estadunidenses que consideraram a presença de Ban em Teerã como uma prova do fracasso da política de Washington pelo isolamento da República Islâmica, à qual sancionou economicamente por seu programa nuclear.

Um comunicado do gabinete do secretário-geral da ONU indicou que este valoriza a Cúpula dos Não Alinhados como “uma oportunidade de trabalhar com os chefes de Estado e de governo participantes, incluído o país anfitrião, na solução de temas que centralizam a agenda global”.

Índia

Por sua vez, o premiê indiano, Manmohan Singh, que também se encontra em Teerã para participar da Cúpula, disse que o Movimento dos Países Não Alinhados representa “a voz da razão e da sensatez”.

A 16ª Cúpula do Movimento de Países Não Alinhados será inaugurada na quinta-feira (30) pelo líder supremo da Revolução Islâmica, aiatolá Ali Khamenei, e o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.