ANGOLA-CUBA: EDUCAÇÃO

Mais de 30 mil pessoas frequentam aulas de alfabetização / ANGOP

Kuito – Trinta e cinco mil e 24 pessoas, entre mulheres e homens, frequentam as aulas de alfabetização na província do Bié, informou hoje o director da Educação, Ciência e Tecnologia na circunscrição, Basílio Caetano. 

Falando à propósito do Dia Internacional da Alfabetização que se assinala nesse sábado, o responsável sublinhou que no processo de instrução são aplicados quatro métodos, nomeadamente o cubano “sim eu posso”, “Dom Bosco dos missionários salesianos”, “alfality internacional” e o “método gostar ler e escrever” do Ministério da Educação.

O processo de alfabetização na província do Bié, assegurou, conta com os apoios de diversas instituições políticas e sociais, mormente a Organização da Mulher Angola (OMA), JMPLA, as Igrejas, Ong nacionais e estrangeiras, bem como as administrações municipais. 

O departamento de alfabetização na região controla 611 alfabetizadores, que leccionam em diversas escolas, igrejas e outros locais usados para transmitir os conhecimentos em todo território da província.  

Confirmou ainda que entre 2010 e 2011 foram matriculados 53 mil 33 alunos da especialidade, destes 52 mil 777 obtiveram resultados satisfatórios.

Destacou o ínfimo subsídio destinado aos alfabetizadores, a falta de energia eléctrica para as aulas nocturnas, com a experiência da República de Cuba denominado “Sim eu posso”, nas comunidades rurais, associado ao pouco envolvimento do empresariado local” constitui entre outros constrangimentos para o êxito do cronograma de alfabetização, nesta circunscrição.

O vice-governador para esfera política e social na província do Bié, Carlos Ulombe da Silva, considerou a alfabetização como uma tarefa de todos, instando a sociedade civil a contribuir com o seu saber para o desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem na região.

Aberto IIIº congresso nacional do ensino particular / RNA

O terceiro congresso nacional do ensino particular começou Quinta-feira, 06/09, em Luanda, e vai abordar questões de fórum pedagógico e administrativo – reportou a RNA.

O evento, a decorrer durante três dias, conta com a participação de 500 docentes de Angola, Brasil, Cuba e Portugal e foi aberto pelo Ministro da Educação, Mpinda Simão, que falou sobre a importância do ensino em Angola.

O presidente da Associação Nacional do Ensino Particular, António Pacavira, disse que o congresso tem como finalidade capacitar os docentes de forma a contribuírem para a melhoria da qualidade do ensino em Angola.

“Queremos atingir um público que é o público docente, vamos fazer um trabalho de refrescamento e actualização no que diz respeito aos conhecimentos, quer a nível de gestão pedagógica, a nível de gestão administrativa e a nível também salas de aula, para a melhoria da qualidade de ensino”, esclareceu.

Categories: CUBA - ÁFRICA, EDUCAÇÃO | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.