O que não muda na política de imigração cubana

ARTIGO POSTADO EM: LA PUPILA INSOMNE

Em 16 de Outubro, o governo cubano anunciou mudanças em sua política de imigração. O processo conhecido como “autorização de saída” foi excluído, foi ampliado de 11 para 24 meses, o tempo  no exterior sem a necessidade de extensão para aqueles que deixam o país, eliminou a necessidade de “carta convite” para solicitação de passaporte, facilitou a realização desses procedimentos em mais  escritórios e flexibilizou  um grupo de regulamentos em matéria de imigrantes cubanos com seu país.

A Política de imigração cubana tem sido marcada nos últimos 50 anos, pelas tentativas dos Estados Unidos de usá-la como uma arma de propaganda contra a revolução que triunfou em 1959, na ilha. Assim, promoveu-se desde Washington – através de um acto que outorga a residência automática a qualquer cubano que pise terra norte-americana-a emigração ilegal , enquanto limita a concessão de vistos para viajar legalmente (lei de ajustamento cubano).

Isso levou a várias crises migratórias, a última das quais foi em 1994 e levou a assinatura dos acordos migratórios entre Estados Unidos e Cuba, o que forçou o primeiro conceder um mínimo de 20.000 vistos por ano para os moradores da ilha que pretendem viajar para aquele país, onde como resultado da politica norte-americana tem-se estabelecido a maior comunidade de imigrantes cubanos.

Desde então tem aumentado, com novas medidas como a lei Helms Burton o bloqueio económico, comercial e financeiro que os Estados Unidos impõe a Cuba com o objectivo de dificultar a vida quotidiana do povo cubano, fundamentalmente contribuir para incentivar a emigração por motivos económicos.

Ao mesmo tempo, Estados Unidos, com a  concessão de vistos, intencionalmente procura levar desde Cuba  recursos  humanos qualificados e no caso específico dos médicos financiou um programa para capturar os trabalhadores de saúde cubano que trabalham em outros países.

Tudo isto tem sido acompanhado por uma manipulação da grande mídia que tenta encobrir as verdadeiras causas da emigração cubana e esconder a responsabilidade dos Estados Unidos nas crises e problemas que surgiram entre os dois países.

A decisão das autoridades cubanas tiveram um impacto elevado, praticamente todas as agências de notícias, credenciadas em Havana trataram o assunto com objectividade, mas, como se seus artigos foram escritos pelo departamento de estado, a Agência de notícias alemã DPA tem culpado ao governo cubano de dos conflitos entre os dois países. “A proibição de viajar tem causado crises severas de imigração com Estados Unidos no último meio-século”, disse DPA para converter a vítima em agressor”

Cuba está mudando substancialmente a sua política de imigração, mas sem dúvida, há pelo menos duas coisas que não mudam em conexão com isso. A primeira é a guerra economia dos meios de comunicação do governo norte-americano que determina-la e segundo, a maneira servil, em que alguns meios de comunicação escondê-la. (Publicado em CubAhora)

ARTIGOS EM RELAÇÃO:

OS ESTADOS UNIDOS NÃO QUEREM UM DIALOGO COM CUBA

LA EMIGRACION CUBANA HACIA ESTADOS UNIDOS A LA LUZ DE SU POLITICA INMIGRATORIA. (Fragmento)

 

Anúncios
Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, ONU-CUBA, OPINIÃO, POLÍTICA, Relações Estados Unidos Cuba, SOCIEDADE, TERRORISMO VS CUBA | Etiquetas: , , , | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “O que não muda na política de imigração cubana

  1. Pingback: Programa da tv cubana acerca normas de imigração de Cuba (#Cuba #imigração #tv #leideimigraçãoemcuba) « Tudo Para Minha Cuba

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.