FIHAV 2012, espaço estratégico para promover comércio com Cuba

SITE FIHAV 2012: www.feriahavana.com/

SEMANARIO ECONOMICO E FINANCIERO DE CUBA: OPCIONES

ARTIGO EM RELAÇÃO: BODAS DE PERLA EN EXPOCUBA

 

(Prensa Latina)

A Feira Internacional de Havana (Fihav) tem sido um espaço estratégico para a promoção das relações comerciais de Cuba com o resto do mundo, segundo uma fonte oficial do setor.

Em declarações à Prensa Latina, o ministro do Comércio Exterior e o Investimento Estrangeiro (Mincex), Rodrigo Malmierca, afirmou também que este evento se consolida e desperta maior interesse entre um número crescente de participantes nos últimos anos.

Destacou que o anterior foi apesar da sombria situação econômico-financeira que predomina internacionalmente.

Fihav é um cenário propício para a apresentação dos principais produtos que são exportados exitosamente por nossas empresas atualmente, acrescentou o titular do Mincex.

Também contribui ao estabelecimento e consolidação das relações com nossos principais sócios comerciais, disse.

Em sua opinião, essa mostra é hoje não só o principal evento comercial do país, senão um dos mais importantes da região.

Seus resultados, assegurou, são um reflexo da vontade política do Estado cubano para impulsionar o desenvolvimento da economia, fomentar o intercâmbio comercial e, particularmente, incentivar e promover as exportações.

Ante estas realidades, disse, cabe perguntar-se qual tem sido o efeito do criminoso bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra nosso povo, na vontade do empresariado mundial de se aproximar do mercado cubano.

Evidentemente tem fracassado em sua intenção de nos isolar. A cada nova edição da Feira, a cada nova empresa que se incorpora, a cada país que se soma a este evento, representam contundentes respostas ao bloqueio, significou Malmierca.

O crescente interesse dos empresários estrangeiros, apesar do bloqueio e as manobras anticubanas, é um reflexo de sua confiança em nosso país e do grande potencial com que contamos para continuar desenvolvendo a economia, sentenciou.

De acordo com autoridades da ilha, o prejuízo econômico ao povo de Cuba pela aplicação do bloqueio até dezembro de 2011, considerando a depreciação do dólar frente ao valor do ouro no mercado internacional, ascende a um trilhão 66 bilhões de dólares.

Fihav 2012 começa no domingo no recinto expositivo ExpoCuba, o maior do país, com a presença de empresários de mais de 60 nações de todos os continentes.

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CUBA - ÁFRICA, CUBA - BRASIL, CUBA-EUROPA, ECONOMIA, Relações Países América Latina, SOCIEDADE, TURISMO | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: