#Angola e #UE: Convenção para recuperar Parque Nacional (#PNUD #FED #PAEA)

Fonte: Angop

A República de Angola e a União Europeia (EU) assinaram hoje, em Luanda, uma Convenção de Financiamento para conservação da biodiversidade do maior parque nacional transfronteiriço do país, o Iona.

 Localizado na província do Namibe, o parque tem 15 mil e 150 quilómetros quadrados.
 
Por Angola, o documento foi assinado pelo ministro do Planeamento e do Desenvolvimento do Território, Job Graça, na qualidade de coordenador do Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED), e por parte da União Europeia, pelo seu embaixador em Angola, Javier Puvol.
 
A Convenção Financeira, primeira que a União Europeia apoia em termos de cooperação no campo de conservação da biodiversidade em Angola, é de 10 milhões de euros, equivalente a 10,7 milhões de dólares, um bilhão e 70 milhões de kwanzas. 
 
Visa implementar o projecto nacional de biodiversidade, para a conservação do Parque do Iona.
 
Neste projecto, Angola comparticipa com o valor de três milhões e 700 mil euros, a União Europeia com quatro mil, o Fundo Global Ambiental (GEF5), um milhão e 500 mil e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com 800 mil.
 
Nesta mesma cerimónia, a ministra angolana do Ambiente, Maria de Fátima Jardim, na qualidade de entidade implementadora e beneficiária do projecto, também assinou com o PNUD, isto no quadro do mesmo projecto de Iona, um acordo para a implementação do Programa de Apoio Estratégico para o Ambiente (PAEA).
 
O documento foi assinado pela coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Angola e representante do PNUD, Maria do Valle Ribeiro.
 
Na ocasião, o ministro do Planeamento e do Desenvolvimento Territorial, Job Graça, considerou fundamental a importância da protecção da biodiversidade, para o sucesso do desenvolvimento sustentável em Angola, em particular.
 
O Projecto Nacional da Biodiversidade para a Conservação do Parque Nacional do Iona tem duração de quatro anos e comporta dois níveis de intervenção, de acordo com o embaixador da União Europeia, Javier Puyol.
 
A nível nacional, o projecto vai apoiar o Instituto Nacional de Áreas de Conservação da Biodiversidade na avaliação do estado actual dos parques nacionais e das reservas naturais, e na gestão dos sistemas de áreas protegidas.
 
Já a nível local, o projecto vai permitir a reabilitação do Parque  Nacional do Iona, que possui um grande número de habitats e espécies únicas, formando um elo contínuo com as extensas áreas de conservação costeira da Namíbia no “Skeleton Coast Park”. Fornece assim potencial para formar uma das maiores áreas de conservação transfronteiriça em África.
 
Estiveram presentes na cerimónia membros dos Estados membros da União Europeia, do PNUD e secretários de Estado de Angola.
Categories: ÁFRICA, EUROPA | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: