#venezuela: Justiça venezuelana garante que violência não ficará impune (#NicolásMaduro #HenriqueCapriles #CNEvenezuela #tribunalsupremo)

Fonte: Agência Venezuelana de Notícias

Nesta quarta-feira (17), a presidenta do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) da Venezuela, Luisa Estella Morales, pontuou que “não haverá impunidade e garantiu que o poder judiciário cumprirá as leis” contra os atos de violência registrados na última segunda-feira (15).

Em coletiva de imprensa, em Caracas, ela lembrou que os atos violentos ocorreram após o candidato da direita, Henrique Capriles, pedir nos meios de comunicação uma contagem manual de 100% do resultado das eleições presidenciais realizadas no domingo (14).

O número de vítimas fatais, após a onda de atos violentos convocados pelo ex-candidato antichavista Henrique Capriles, aumentou para oito, com a morte de Rosiris Reyes,na manhã desta quarta-feira (17). No último balanço feito na terça-feira (16) pelo chefe do Comando Estratégico Operacional da Força Armada nacional Bolivariana (Ceofranb), Wilmer Barrientos, os atos deixaram 63 feridos e 170 presos.

“Nós, como Poder Judiciário devemos garantir, através de todo o nosso Poder Judiciário, nossos juízes, que devem permanecer em seus locais de trabalho com firmeza, dedicação e objetividade, porque as vidas dos venezuelanos mortos tem que ter uma resposta da justiça venezuelana e podem estar seguros que vão ter, porque não haverá impunidade”, expôs a presidenta do TSJ.

“Foram apresentados 75 procedimentos com detidos por tais atos”, indicou Morales, da mesma forma, o Ministério Público iniciou os processos de investigação a 240 pessoas em todo o país.

Engano

Morales advertiu que os atos de violência começaram quando Capriles solicitou uma contagem manual de 100% do resultado ela esclareceu que “na Venezuela o sistema eleitoral é absolutamente automatizado, de maneira que a contagem manual não existe”.

Ela explicou que dentro da legislação venezuelana quando termina o ato eleitoral, que está sujeito a auditorias, o órgão competente para estabelecer algum tipo de contenção do tipo administrativa sobre o Conselho Nacional Eleitoral (CNE), é a Sala Eleitoral do Supremo Tribunal de Justiça, que “até agora não recebeu nenhuma solicitação” e pediu para os cidadãos que estiverem em desacordo com a proclamação do presidente Nicolás Maduro ou com a atuação do CNE para canalizarem as queixas na justiça.

Categories: POLÍTICA, SOCIEDADE | Etiquetas: , , , | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “#venezuela: Justiça venezuelana garante que violência não ficará impune (#NicolásMaduro #HenriqueCapriles #CNEvenezuela #tribunalsupremo)

  1. danitobr

    Reblogged this on danitobr.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: