Conclui Fórum de São Paulo com apoio aos países progressistas (#Brasil #Cincoherois #Cuba #EUA #américalatina #Mercosul #AliançadoPacífico #NelsonMandela #hugoChávez #Venezuela)

A 19a. edição do Fórum de São Paulo concluiu no domingo 4, no Brasil, com a assinatura dum documento no qual os assistentes manifestaram seu apoio aos países progressistas e recusaram a ingerência e intervenções militares noutras nações por parte de potências estrangeiras.

A presidenta da Assembleia Nacional do Equador, Gabriela Rivadeneira, leu a Declaração Final do evento, na qual os porta-vozes da esquerda latino-americana ratificaram seu repúdio ao bloqueio que sustentam os Estados Unidos contra Cuba e exigiram a libertação total para os Cinco.

Rivadeneira expressou, igualmente, seu apoio ao Governo Bolivariano presidido por Nicolás Maduro e recusou em nome de todo o Fórum, as tentativas da direita venezuelana de querer deslegitimar o mandato democraticamente eleito. “Nossa tarefa é radicalizar a defesa de nossos direitos e nossa soberania”, apontou.

O Fórum de São Paulo, que começou no passado 1o. de agosto, esteve cargado de debates centrados no tema da unidade e integração latino-americanas. Durante esta última jornada, o evento contou com a presença do presidente Evo Morales, que alertou sobre “tentações” e “incongruências” que não podem ser toletadas num socialista ou num revolucionário. “A política para nós não pode ser nem negócio nem benefício. Deve ser serviço ao povo”, declarou.

Ao Fórum assistiram representantes de mais duma centena de movimentos sociais e partidos de esquerda. O documento final do encontro afirma que face “à profunda crise do capitalismo”, a América Latina “vive não só uma época de mudanças, senão uma mudança de época”.

“Face à crise do sistema, a construção de alternativas representa nossa oportunidade para colocar o debate político da esquerda latino-americana e caribenha, assim como de nossos governos, em novos níveis”, assinala. “A integração regional é a grande resposta da América Latina”, segundo só delegados do Fórum.

“Esta resposta deve conter a perspectiva de alcançar a complementariedade econômica, reduzir as assimetrias e promover o desenvolvimento econômico e social de nosso continente”, acrescenta a declaração, que também denuncia “as tentativas, inspiradas em potências extrarregionais, no sentido de fraturar e sabotar a integração regional, como é o caso da chamada Aliança do Pacífico e a busca incessante por gerar crises e estimular divisões no Mercosul”.

Por outro lado, os delegados fizeram “um voto pela saúde” do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, “símbolo da liberdade, a justiça e a dignidade humanas”.

No sábado 3, os líderes dos movimentos sociais concordaram na necessidade de criar uma rede social latino-americana, que sirva como mais uma ferramenta para lutar contra o sistema neoliberal. Também se realizou uma homenagem ao Líder da Revolução Bolivariana, Hugo Chávez, onde se dignificou seu legado. (SE)

Anúncios
Categories: ÁFRICA, BLOQUEIO VS CUBA, LIBERDADE PARA OS CINCO CUBANOS, OPINIÃO, Relações Países América Latina, SOCIEDADE | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: