É difícil reverter a nova política dos EUA para Cuba

Pátria grande

Julia Sweig

Julia Sweig. Foto: Ismael Francisco/

Nos próximos 18 meses, período em que Obama conclui seu mandato, devem ser geradas ações políticas, econômicas, diplomáticas e na opinião pública que impediriam que um novo presidente reverta o que já se avançou até aqui nas relações com Cuba, assegurou nesta quarta-feira (20) Julia Sweig, acadêmica estadunidense especialista em temas cubanos da Escola de Relações Públicas Lyndon B. Johnson, em Austin, Texas.

Em declarações à imprensa cubana que acompanha a terceira rodada de conversações em Washington, a especialista em estudos latino-americanos e ex- integrante do influente Conselho de Relações Exteriores (Council on Foreign Relations), reconheceu que está otimista ante o futuro das relações entre Cuba e os Estados Unidos.

Mesmo admitindo que “nosso sistema político está um pouco estancado quanto à produção de novas leis e a polarização entre o Partido Democrata e o Republicano seja muito aguda agora”, disse que “há um apoio…

View original post mais 589 palavras

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: