A PAZ POR OBRA DO NÃO ALINHAMENTO ACTIVO EM PLENO SÉCULO XXI – I.

1 – A fluidez do Não Alinhamento activo não desapareceu na voragem do tempo, sobrevivendo ao fim da Guerra Fria, por que a “Nova Ordem Global”, na perspectiva e via da hegemonia unipolar, tem sido determinante em relação à sua firmeza, coerência e vitalidade.

 

 

Essa fluidez socorre-se da lógica com sentido de vida, sem se deixar equivocar nos termos duma consciência dialéctica alicerçada em factores de ordem histórica, antropológica e sócio-política, no que ao homem diz respeito, como em factores essenciais resultantes dos aspectos físico-geográficos-ambientais que estão na base do respeito que a todos deve merecer a Mãe Terra.

 

Por isso muitas das minhas correntes análises, assumem aspectos filosóficos que se prendem à matriz dessa extraordinária amplitude que nos contempla e nos mobiliza.

 

 

2 – O equacionamento dos factores físico-geográficos-ambientais no seu inter-relacionamento com o homem mereceu algumas apreciações minhas em séries como “A LÓGICA COM SENTIDO DE VIDA”, ou “O LABORATÓRIO AFRICOM” e estão presentes em muitos outros trabalhos por mim produzidos e mesmo em muitos comentários e intervenções que tenho feito.

 

Por isso parece-me que, ao abordar o presente tema, A PAZ POR OBRA DO NÃO ALINHAMENTO ACTIVO EM PLENO SÉCULO XXI”, há apreciações sobre África e América Latina que, por mérito próprio no que à paz diz respeito, merecem especial atenção.

 

 

Destaco desde logo os papéis de vanguarda da Revolução Cubana no espaço da América Latina e do Movimento de Libertação em África, com relevância para o protagonismo do MPLA no que ao continente-berço diz respeito, algo que corresponde a uma simbiose que nutre as opções mais saudáveis a sul e de acordo com as sensibilidades sócio-político-culturais do sul.

 

 

3 – Não se julgue que esse processo civilizacional de veias abertas, desperdice coerência substantiva: elas, as veias abertas, estão a ser tão poderosas no que a inteligência diz respeito, que há um espaço de tal maneira intenso e imenso de sua responsabilidade por dentro da coerência da multipolaridade que promove a possibilidade dum amplo renascimento, ao ponto de, por exemplo, até o Vaticano conforme expressão do actual Papa Francisco, um Papa vindo das pampas argentinas, favorecer a alternativa desse renascimento, que se vai erguendo a pulso do pântano premeditado do caos.

 

 

A paz nos termos do Não Alinhamento activo em pleno século XXI, tem também a ver, entre muitos outros ventos bonançosos favoráveis, com a Teologia de Libertação, não se reduzindo evidentemente a ela.

 

As potencialidades da emergência multipolar animam-se também desse processo civilizacional de veias abertas decorrente a sul, com implicações desde logo profundas na América Latina e em África, pelo que se torna em algo incontornável no que à coerência e energia vital diz respeito.

 

Não é um processo limitado (e limitativo) ao “to be, or not to be”, conformado à gestão dum Bilderberg, com um expediente que não passa os limites de gestão controlada e de acordo com o exercício da “Nova Ordem Global”!

 

 

4 – É evidente que em relação ao ambiente de trevas que se seguiu à Guerra Fria, onde ganharam espaço até as mais abjectas monarquias feudais a ponto de se recomporem franjas de fascismo e de nazismo em reforço dos falcões do Pentágono e da NATO, há já uma ruptura que corresponde à lógica com sentido de vida na perspectiva do Não Alinhamento activo em pleno século XXI.

 

Desse modo a paz no âmbito dessas veias abertas é assumida face a face aos falcões, ao feudalismo, aos neo fascistas, aos neo nazis e até em relação àqueles que assumem austeridade nos exercícios que fazem em amplos espaços nacionais, regionais e continentais.

 

Haverá ainda alguém que não alimente esperança com essa pequena luz rompendo as trevas e nos espreita bem do fundo do túnel?

 

Martinho Júnior.

 

Em saudação ao 4 de Fevereiro de 2016.

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: