Argentina organizações sociais rejeitam visitar Temer

Esta es la primera visita que realiza Michel Temer argentina desde el golpe constitucional que sufrió Dilma Rousseff.

     

Esta é a primeira visita de Michel Temer Argentina desde o golpe de Estado constitucional que sofreu Dilma Rousseff.
De: Telesur

Evita Movimento, o peronismo e as demonstrações de militantes Passarinho colectiva detida durante todo o dia em Buenos Aires para protestar contra a visita do presidente interino, Michel Temer.

A partir da Plaza de Mayo, em Buenos Aires (capital da Argentina) diversas organizações sociais rejeitou a visita do presidente interino do Brasil Michel Temer, que se reuniu com Mauricio Macri.

Sob o slogan “Buenos Aires rejeita Temer, presidente golpe do Brasil”, os manifestantes repudiaram a presença do presidente da nação.

A Frente para a Vitória Temer alegou que detém presidente de facto do gigante sul-americano depois de participar “no golpe contra Dilma Rousseff”.

“Sitiada pelas manifestações para protestar contra o ajuste, Temer vem para a Argentina em busca de apoio de outro regulador, Mauricio Macri”, disse o líder do Partido Trabalhista, Marcelo Ramal.

Ramal sublinhou que “a esquerda irá mobilizar de forma independente para os porta-vozes Kirchner e Dilma, isto é, daqueles que abriu o caminho para Macri e Temer”, disse ele, referindo-se à posição contrária à presença do presidente brasileiro, que disse a Frente para a Vitória.

Enquanto isso, o Movimento Evita, o peronismo e as demonstrações de militantes Passarinho Coletivos realizadas durante todo o dia, em Buenos Aires.

O governo argentino chamado de golpe contra o presidente eleito do Brasil como um processo democrático e era a favor de trabalhar com o vice-presidente, em seguida, tornou-se presidente Michel Temer.

O encontro entre Macri e Temer teve lugar na residência de Olivos e não na Casa Rosada (sede do governo) para evitar amostras de rejeição.

De acordo com fontes relacionadas com o executivo, Macri receber Temer, a fim de dar um novo impulso às relações bilaterais e promover o fortalecimento econômico e comercial do Mercosul, as negociações externas do bloco e para a segurança eo desenvolvimento do região fronteiriça,

no contexto

deputados último sábado kirchneristas tinham expressado sua rejeição absoluta da visita oficial considerando que Temer “ocupa facto presidente de do Brasil depois de ser deslocado por um golpe institucional Dilma Rousseff”.

Ambos os líderes foram reconhecidos pela alça agendas políticas semelhantes durante as negociações que ocorrem nas nações da América do Sul

Categories: agentina, AMERICA LATINA, ANGOLA, Brasil, CUBA | Tags: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: