WikiLeaks apresentar novas divulgações relacionadas a eleições nos EUA

WikiLeaks avanza nuevas revelaciones relacionadas con las elecciones en EEUU

  O líder e fundador do WikiLeaks, Julian Assange, avançou hoje que esta semana vai lançar o primeiro de uma série de novas publicações, incluindo o material “significativo” para as próximas eleições norte-americanas.

Assange fez as declarações ao falar através de uma videoconferência em um ato de sua organização em Berlim em que o décimo aniversário de sua organização comemorou.

“A primeira publicação terá lugar esta semana”, disse o líder do WikiLeaks depois de apontar publicar documentos que procuram “três vezes por semana” nas próximas semanas e até as eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcada para 8 de Novembro.

Entre as questões abordadas nestes novos documentos, disse ele, são questões relacionadas com a política dos Estados Unidos, mas também com os setores de petróleo e armas, com a gigante do software Google ea espionagem massiva por parte dos governos.

Embora ele se recusou a entrar em detalhes, ele reconheceu que algumas das informações que irá revelar WikiLeaks são “significativo” para as eleições norte-americanas, mas disse que é “falso” procurando destruir o candidato democrata Hillary Clinton.

O fundador do WikiLeaks disse que esses novos documentos revelam “características interessantes” de algumas instituições e “como eles funcionam.”

Assange, que foi realizada por aproximadamente quatro anos na embaixada do Equador em Londres para evitar a extradição para a Suécia, que investiga por crimes sexuais presumidos.

Assim, procura evitar a extradição para o país escandinavo, porque depois de temores de serem enviados para os Estados Unidos, onde ele poderia enfrentar um julgamento militar por segredos de segurança dos EUA revelados pelo site, ele leva.

Entre os documentos mais importantes que revelou WikiLeaks Guantanamo incluem arquivos, registros de guerra no Iraque e no Afeganistão, os arquivos Síria, relatórios sobre a inteligência dos EUA e e-mails de Partido Democrata dos Estados Unidos.

Além disso, o WikiLeaks divulgou milhares de cabos confidenciais US embaixadores quando Clinton era secretário de Estado dos EUA.

 

Categories: agentina, AMERICA LATINA, ANGOLA, ÁFRICA, Brasil, CUBA, EUROPA, venezuela | Tags: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: