Presidente da Costa Rica reitera a rejeição do bloqueio contra Cuba.

  bloqueo-3

Presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solis, disse hoje que o bloqueio de mais de meio século dos Estados Unidos contra Cuba não contribui em nada para a realidade atual da América Latina.
No que diz respeito à próxima votação na ONU sobre uma resolução apresentada por Cuba para eliminar o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington contra a Ilha, o presidente da Costa Rica insistiu que ‘vamos votar contra “desse cerco.

Em declarações exclusivas à Prensa Latina, em Havana, Solis lembrou que posição e exposto “alto” durante seu discurso no maior fórum das Nações Unidas, em setembro passado.

O bloqueio não contribuir para os esforços dos governos de Cuba e dos Estados Unidos para normalizar as suas relações e ‘não tem nenhuma razão para estar em um momento como este “, disse ele.

Na mesma linha, ele criticou as leis (EUA) que inibem as possibilidades de aproximação entre os dois países, que não devem ser suportados “, como eles não têm sido por várias décadas pela grande maioria dos estados que compõem a ONU ‘.

O presidente chamou esforços extraordinários dos presidentes de Cuba, Raul Castro; e Barack Obama, para fazer avançar as relações bilaterais.

Eles construíram um entendimento que transcende a sua profundidade e qualidade do seu conteúdo nas negociações desenvolver os dois lados, acrescentou.

Por estas razões, ‘tudo dá errado e sentido um pouco contraditório que, num momento de tanta lucidez de ambos os governos insistem em uma edição anterior da Guerra Fria “, frisou.

E as leis que não contribuem para a melhoria da qualidade de vida do povo cubano, as instituições dos dois países e a realidade atual da América Latina, concluiu em suas declarações à Prensa Latina.

No prazo de oito dias, a Assembleia Geral da ONU vai votar sobre a resolução cubana exigindo a cessação do bloqueio norte-americano.

Desde a sua primeira aparição em 1992 e por 24 anos consecutivos, Cuba tem recebido crescente apoio ao condenar o cerco dos EUA.

Na última votação no ano passado, 191 dos 193 Estados membros da ONU acompanhou a ilha do Caribe em sua luta contra o bloqueio e apenas dois foram contra (EUA e Israel).

Ontem, o diretor-geral dos Estados Unidos da Chancelaria cubana, Josefina Vidal, disse que, embora este cerco está em vigor, Cuba continuará a submeter-se a resolução da ONU que as chamadas para acabar com ela.

Categories: #solidaridadvs bloqueo, agentina, AMERICA LATINA, ANGOLA, ÁFRICA, BLOQUEIO VS CUBA, Costa Rica, CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, GENOCIDIO, ONU, ONU-CUBA, Uncategorized | Tags: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: