Yuri da Cunha homenageado em Benguela.

22 de Novembro, 2016

Yuri da Cunha foi homenageado, sábado, pela Emissora provincial de Benguela, tendo sido agraciado com um cristal oferecido pela empresa Gato de Bombinhas Fotógrafo.

A homenagem contou com a actuação de vários cantores, e do humorista Gilmar, dos Tunezas, que subiu ao palco e fez dueto com o homenageado, interpretando a música “Abraço a Manré”.

Lito Graça interpretou o sucesso  “Kuma kwa kie” e “Retrô”, uma versão para Benguela. Subiu ainda ao palco o cantor Livongue, que cantou com o Yuri a música “Aiuwe ta doer” e “Minha popozuda”.
Seguiram-se Shelsia, com a música “Me diga o que é que eu faço”, Puto Português com “Kandengue atrevido”, “Tá mal” , “Homem é”, “Zig-zig”, e a participação de Tércio Santana, jovem de Benguela.
Alexandra, vocalista principal da banda FM, cantou os sucessos “Tu és o amor”, “Makumba”, seguindo-se uma rapsódia de várias músicas. Fredy Tiago, um dos vencedores de uma das edições do projecto “Benguela Gentes e Música”, interpretou “Fim-de-semana” e “Fui ao sambila”.
O espectáculo, que teve a duração de mais de três horas, terminou com a interpretação conjunta da música “Celina”. Um sósia do malogrado Bangão, o Bangãozinho, interpretou “Kiende kietuxinde”, e “Kalumba”, um clássico de Artur Nunes, levando ao delírio mais de cinco mil espectadores. Para o director da Rádio Benguela, Adão Filipe, desta vez homenagearam o Yuri da Cunha “pelos seus feitos no desenvolvimento da música nacional, foi assim porque a maioria das homenagens têm sido feitas a título póstumo e ele merece”, disse.

“Gentes e Música”

António Ferreira Caconda venceu a final da terceira temporada do projecto “Benguela Gentes e Música”, com a música “Mukanda”, de autoria de Carlos do Nascimento. O concurso musical é promovido pela Emissora provincial do grupo Rádio Nacional de Angola. O corpo de júri foi constituído por Massoxi Maxi (professor de canto), Jomo Fortunato (crítico musical), Clementina Afonso (radialista), Cici Lemos (arranjista e instrumentista) e Aníbal Lopes (agente cultural). Em segundo lugar sagrou-se António Ferraz, que interpretou “Nzola”, de Adamu, e em terceiro Alberto Chinanga, com a música “Zambi”, de Elberto.
O director da Rádio Benguela, Adão Filipe, fez um balanço positivo das três temporadas, tendo afirmado que não tem sido fácil manter o projecto, uma vez que a falta de apoio tem sido o maior empecilho para continuar a produzir “Benguela Gentes e Músicas”. “Benguela Gentes e Músicas” visa “caçar” novos talentos da música.

 

 

Categories: ANGOLA, ÁFRICA, CULTURAIS, Uncategorized | Tags: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: