Mussulo 40 quebra recorde na Cape to Rio.

Mussulo 40, embarcação angolana patrocinada pela Angola Cables, que representou o país na maior regata transatlântica do Hemisfério Sul, denominada “Cape to Rio 2017”, terminou a prova com um novo recorde na classe “double hands”, ao completar a travessia do Atlântico em 16 dias.

Comandado pelo angolano José Guilherme Caldas, coadjuvado pelo velejador brasileiro Leonardo Chicourel, o Mussulo 40 fez todo o percurso entre as quatro primeiras posições, alternando o terceiro com o quarto lugar, nesta que é também tida como uma das maiores provas da modalidade. Apesar de ser a única que este ano concorreu na classe ICR “duble hands”, o Mussulo 40 superou o registo da embarcação Privateer, na última edição disputada em 2014,  com a marca de16 dias, 14 horas, 22 minutos e 12 segundos, facto sublinhado por José Guilherme Caldas.
“Somos uma equipa de apenas dois e apesar de tudo disputámos com tripulações completas e de profissionais. Não obstante o facto de sermos o único barco em double hand, conseguimos bater o recorde dessa modalidade que estava na posse do barco Privateer, com  17 dias 20 horas e 43 minutos”, disse o capitão Caldas.  Apesar de ter zarpado mal, devido a pequenos problemas técnicos, aliado ao facto de ser a primeira presença nesta classe e com 25 nós de vento, foi possível aproveitar o potencial do barco para rapidamente se conseguiu recuperar o tempo perdido, aparecendo na terceira posição no segundo dia.
Segundo José Guilherme Caldas, na madrugada do segundo para o terceiro dia, ao descer uma onda a 17 nós de balão, o barco fez um movimento involuntário: “Felizmente foi só o balão. Perdemos algum tempo e, pior que isso, o balão de vento forte estava inutilizado o que nos obrigou a usar outra vela e resultou em mudança de estratégia”, sublinhou. A Cape to Rio teve como ponto de partida Cape Town (África do Sul) e chegada o Rio de Janeiro (Brasil), um percurso de cerda de 3.500 milhas que estava previsto fazer-se entre 18 e 20 dias em alto mar.
O Mussulo 40 e Mussulo III são dois barcos patrocinados pela Angola Cables. A empresa também apoia dois velejadores do Clube Náutico de Luanda, que recentemente participaram do Campeonato Africano de Vela em Luanda. A relação entre a Angola Cables e a vela começou por acaso, quando um grupo de velejadores angolanos pediu apoio para participar, em 2014, na regata Cape to Rio.

Advertisements
Categories: ANGOLA, ÁFRICA, DESPORTOS, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: