“Cubanos falam de Agostinho Neto”

 

DVD apresentado no Memorial em Luanda.

“Cubanos falam de Agostinho Neto” é o título do DVD com depoimentos de 14 nacionalistas cubanos, que contam a grandeza política e cultural do primeiro Presidente da República de Angola e fundador da nação, lançado na segunda-feira, no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda, pela embaixadora  de Cuba em Angola, Gisela Beatriz Garcia Rivera.

Irene Neto (ao centro) recebeu segunda-feira a Outorga de Honra a Agostinho Neto dada pela Associação de Caimaneros
Entre os nacionalistas cubano que deram o seu testemunho sobre Agostinho Neto destacam-se Jorge Risquet, membro do bureau político do comité central do Partido Comunista de Cuba, faelcido em 2015.
Os outros são Pedro Leal, Óscar Oramas Oliva,  Rodolfo Puente Ferro, Manuel Agramonte, Nélia Dourado, Alfonso Péres Morales, César Augusto Kiluanji, Carlos Munõz, Dário Urra de la Torriente, Juan Filipe Baptista, Armando Saucedo, Rafael Morcén Limonta e Julián Alvarez.
A embaixadora cubana em Angola disse que os depoimentos   são afirmações de pessoas que conviveram com Agostinho Neto e deram o seu contributo à Independência de Angola.
A diplomata disse  que o DVD tem informações   que mostram a grandeza de Agostinho Neto em todas as vertentes que contribuíram para a conquista da liberdade de todos angolanos.
Gisela Beatriz Garcia Rivera disse que, apesar da morte ter acontecido há 38 anos, ainda hoje muitos cubanos falam do patriotismo de Agostinho Neto para  com a nação cubana.
A presidente do Conselho Administrativa da Fundação António Agostinho Neto (FAAN), Irene Neto, revelou que os depoimentos foram recolhidos em 2011, é que só agora depois de seis anos a fundação apresenta publicamente o DVD.
Irene Neto aproveitou a ocasião para agradecer a todos que contribuíram para o  DVD “Cubanos Falam de Agostinho Neto”, principalmente os nacionalistas cubanos que se mostraram dispostos a darem os seus depoimentos para a produção do DVD.
À margem da cerimónia de lançamento do DVD, foi entregue à PCA da Fundação Agostinho Neto a Outorga de Honra a Agostinho Neto pela Associação de Caimaneros.

Lançada obra “Exílios”

Uma obra de memorias denominada “Exílio – Testemunhos de Exilados e Desertores Portugueses na Europa (1961-1974)”, uma edição da Associação de Exilados Políticos Portugueses, que relata o testemunho de portugueses que eram contra o colonialismo em África, foi lançado na segunda-feira no Memorial António Agostinho Neto  em Luanda.  A obra contou com o depoimento de 22 portugueses  que durante o período de 1961 a 1974 desertaram das fileiras do exército colonial português  por não se reverem nas políticas de colonialismo que imperava na altura.
Os testemunhos falam das peripécias passadas durante o período de exílio  e as contribuições dos líderes africanos, sobretudo  das colónias portuguesas, para o fim deste período da História da humanidade.
O presidente da Associação 25 de Abril, Ludjero Escoval, que orientou a cerimónia, disse que o livro vai passar para os  leitores histórias de pessoas que durante o período colonial   lutaram contra a guerra na qual não se reviam.
Ludjero Escoval referiu que as intervenções  de António Agostinho Neto e outros líderes foram cruciais na mudança de comportamento destes portugueses que negaram a sua pátria passando a apoiar as causas independentistas  dos africanos.
O livro “Exílios”  está  disponível para consulta dos académicos, historiadores e investigadores. O momento cultural foi animado com a declamação de poesia com o poeta de Pés descalços, Universo Mavambo e trovador Fernando Jessy.

Jornadas abertas em Caxito 

Um concurso de cultura geral marcou segunda-feira, em Caxito, província do Bengo, o início da jornada comemorativa do Dia do Herói Nacional, que se assinala no domingo. De acordo com o programa do Governo do Bengo, o programa inclui  conferências, palestras sobre a História de Angola e a vida e obra de Agostinho Neto.
Quadrangular de futebol, prova de ciclismo, visita ao Memorial Dr. António Agostinho Neto, debates radiofónicos, exposição literária e de peças artesanais constam do leque de actividades que visam saudar a efeméride. A par do programa do Governo Provincial, a delegação do Ministério do Interior desenvolve  diversas actividades para assinalar o Dia do Herói Nacional.
O programa reserva a realização de quadrangular de futsal inter-órgãos, campanhas de limpeza e embelezamento no Comando Provincial da Polícia Nacional e em todas unidades policiais da circunscrição. A jornada do 17 de Setembro decorre sob o lema “Com as ideias de Neto, diversifiquemos a economia nacional”.

Anúncios
Categories: Uncategorized, ÁFRICA, CUBA, ANGOLA | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: