Declaração final do XIV Foro de Organizações da Sociedade Civil Cubana Contra o Bloqueio.

Os representantes de organizações da sociedade civil, com o apoio de organizações regionais e internacionais com sede em Cuba, de actores e organizações sociais, de instituições religiosas, fraternales e de nacionais, reunidos em XIV Foro de organizações da sociedade civil contra o bloqueio, lembramos:

1. Condenar inequivocamente o bloqueio económico, comercial e financeiro imposto pelo governo dos Estados Unidos de América ao povo cubano.

2. Reafirmar o direito à livre determinação do povo cubano para construir seu próprio sistema político, económico e social de maneira independente, soberana e em paz, sem injerencias externas e recusando todo o tipo de ameaças e coerción.

3. Reiterar a demanda contra o governo dos Estados Unidos de América pela manutenção do bloqueio que persiste e tem ocasionado consideráveis danos humanos e económicos ao povo de Cuba, quantificados, segundo cálculos conservadores, em mais de 130 mil 178,6 milhões de dólares a preços correntes, nos quase  60 anos de seu aplicativo.

4. Respaldar a posição do governo de Cuba de que o bloqueio deve ser levantado pelo governo dos Estados Unidos de forma unilateral e incondicional, respeitando as normas do Direito Internacional e os princípios da Carta das Nações Unidas.

5. Sublinhar que o bloqueio qualifica como um acto de genocídio e constitui uma violação em massa, flagrante e sistémica dos direitos humanos do povo cubano, dos cidadãos estadounidenses e de terceiros países, e que se agravou com as novas medidas anunciadas pelo governo desse país.

6. Instar ao presidente Donald Trump a escutar os reclamos da maioria de seus cidadãos, os cubanos residentes em EEUU e de seu próprio partido político quem apoiam o levantamento do bloqueio e a normalização das relações com Cuba. Assim mesmo, reiteramos ao Congresso estadounidense nossa demanda de que aprove uma lei que  possibilite

7. Expressar uma vez mais, que o bloqueio constitui uma limitação substantiva do direito ao desenvolvimento do povo de Cuba, que gera carências e sofrimentos às famílias cubanas, com um sensível impacto humanitário, e imposibilita o acesso a medicamentos, equipas médicas, tecnologias e tratamentos terapêuticos de última geração que aliviam e curam numerosas doenças. O bloqueio dificulta a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

8. Exigir que cesse a perseguição das relações económicas e financeiras internacionais cubanas com entidades em terceiros países, que evidência o carácter extraterritorial da política de bloqueio.

9. Exhortar aos cidadãos estadounidenses e a nossas organizações homólogas em Estados Unidos a manter seu apoio ao povo cubano, para pôr fim a esta política obsoleta, hostil e injusta, que repercute no normal desenvolvimento das relações entre nossos povos.

10. Reconocer el papel que desempeñan organizaciones no gubernamentales de los EEUU para demostrar los daños sociales y económicos del bloqueo, así como el de la solidaridad que siempre nos ha acompañado desde todas las regiones del mundo.

11. Respaldar a apresentação, ante a Assembleia Geral das Nações Unidas, do projecto de resolução “Necessidade de pôr fim ao bloqueio económico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos de América contra Cuba” e solicitar o apoio da comunidade internacional com esta nobre causa.

 

Anúncios
Categories: AMERICA LATINA, ANGOLA, ÁFRICA, BLOQUEIO VS CUBA, CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, POLÍTICA, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: