Rejeitar na França base militar dos EUA em Guantánamo.

Los cubanos e guantánamos exigiram o fim da ocupação por décadas porque “não queremos uma base naval em nosso quintal”.

Resultado de imagen de fotos de la base naval de guantanamo Imagen relacionada

Os franceses, cubanos e latino-americanos rejeitaram em Paris a existência de bases militares estrangeiras no mundo que hoje constituem uma ameaça à paz e, em particular, a base naval mantida pelos Estados Unidos em Guantánamo.

Isso transcendeu em uma reunião que teve como convidados especiais a representante em Guantánamo do Instituto Cubano de Amizade com os Povos, Adriana Silvente, e a historiadora do município de Caimanera, Ofelia García, que ofereceram testemunho sobre o significado de um povo viver com um enclave militar imposto contra sua vontade.

Nesse sentido, Silvente explicou que, embora Guantánamo seja internacionalmente associada à base dos EUA, na realidade é muito mais do que isso: é uma província com mais de 500 mil habitantes, com uma extensa produção de cacau, café e coco, e um território de um amplo desenvolvimento cultural.

Além disso, acrescentou, a geografia local inclui uma baía de mercado de ações com condições naturais excepcionais, razão pela qual os Estados Unidos decidiram estabelecer uma base militar no início do século XX.

Categories: #Francia, AMERICA LATINA, ÁFRICA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, HISTORIA, INDEPENDÊNCIA, POLÍTICA, Politica Exterior, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: