Daily Archives: 4 de Abril de 2018

Como Te Amo (Kizomba) 2018.

Finalmente já está disponível a terceira e última musica da nova EP da cantora Euridse Jeque. Anteriormente no mês de Abril a cantor lançou as músicas “Não Bate” e “Dá Na Cara“, a música “Como Te Amo” fecha com o lançamento do projecto. Artista: Euridse JequeMúsica: Como Te AmoGénero: KizombaFormato: Mp3Qualidade: 256 KbpsProdutora / Produção: 7 Nivel EntertainmentAno de…

 

Anúncios
Categories: #Kizomba---, ANGOLA, CULTURAIS, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Para que hoje desfrutemos desta Paz.

angola_n

Hoje no Dia da Paz e Reconciliacion Nacional aqui em Angola desejo Felicitar a nossos Irmãos Angolanos Cubanos Russos que deram nos melhores anos e até suas próprias vidas….para que hoje desfrutemos desta Paz…..A Vitória é Verdadeira…..

Categories: ANGOLA, ANIVERSARIO, ÁFRICA, HISTORIA, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Meu amiguinho trocou de sala. E agora?

Pode parecer contraditório, mas às vezes é preciso separar as turmas para conseguir promover maior integração entre as crianças. Em escolas com várias classes do mesmo ano, a estratégia de “misturar” os alunos formando novas turmas é muito comum, e é uma maneira de fazer com que todos se conheçam, e de tentar diminuir os problemas causados pelas famosas “panelinhas”. Continuar a ler

Categories: EDUCAÇÃO, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Benilde apresenta nova colecção.

A jovem estilista Benilde Simão estreia em breve a sua mais nova criação de roupas. Baptizada com o nome de Jóia D´África, a nova colecção de Benilde Simão reflecte a identidade cultural angolana e foi inspirada na mulher africana.

A estilista, que também é responsável pela marca Benismael Couture, revelou que a sua nova colecção será apresentada durante os desfiles do festival Moda Luanda 2018, que acontece  na Baía de Luanda.

Categories: ANGOLA, ÁFRICA, CULTURAIS, Modas, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Paz e progresso

Esta é a paz que minha Angola precisava. Sofremos muito mas hoje somos mas fortes. Não pude se repetir essa etapa escura da história de minha pais.

Imagen relacionada Tomado del Jornal de Angola

O papel da paz e estabilidade são, a todos os títulos, insubstituíveis porque, como tem sido fácil de perceber, sem aqueles dois factores fica tudo condicionado.

Em pouco mais do que uma década e meia a percepção das vantagens de viver e trabalhar em tempo de tranquilidade estão à vista de todos, realidade que não é contrariada inclusive pelo mais céptico dos angolanos.
De Cabinda ao Cunene, todos os angolanos convergem na ideia de que é preciso que todos continuemos a nos empenhar para a sua preservação com gestos de união, reconciliação e construção de um bom país para vivermos. Ao longo destes dezasseis anos, tem sido possível uma aprendizagem sobre a dimensão dos ganhos da paz e estabilidade que permitem igualmente legar para os historiadores e estudiosos o passado.
Para que o passado triste que enlutou milhares de famílias  continue relegado efectivamente ao tempo pretérito é fundamental que se enalteçam os ganhos da paz e da estabilidade, mas fundamentalmente que se  conheçam bem os erros do passado.
De outra maneira e, contrariando todos aqueles que pretendem simplesmente passar um “apagão” sobre esse passado recente de destruição e luto, estaremos a negar as ferramentas para melhor gerir eventuais tendências para desenterrar o machado da guerra.
Os ganhos da paz e estabilidade, traduzidos na efectivação das obras de desminagem, de reconstrução das infra-estruturas, inúmeras erguidas de raiz, instam a todos os angolanos a olharem para frente.
Ao longo dos últimos anos, o Estado empreendeu numerosas reformas para adequar o ambiente de negócios, o mercado e o sector produtivo a uma conjuntura de paz e estabilidade, em que mudaram significativamente as exigências e oportunidades.
É preciso que os operadores privados continuem a fazer bom proveito das oportunidades trazidas, quer pela nova   lei de investimentos, quer pelas iniciativas e benefícios fiscais do Estado, quer pelas  inúmeras oportunidades que Angola proporciona. A conjuntura actual e independentemente dos constrangimentos provocados pela crise económica e financeira, os angolanos são incentivados a olhar para frente em busca das melhores soluções para os desafios actuais e futuros.
Numa altura em que urge reduzir as assimetrias regionais para afugentar fenómenos como o êxodo rural,  acreditamos que Angola precisa avançar com projectos sustentáveis de governação que dê prioridade às infra-estruturas.
Atendendo à extensão do país, a mobilidade de pessoas e bens constitui uma aposta inclusive para retirar milhares de famílias angolanas da pobreza, do desemprego e da vulnerabilidade.
No seu discurso de tomada de posse, a 26 de Setembro de 2017, o Presidente João Lourenço disse que “no meio rural, vamos apostar na produção agrícola e pecuária em pequena e grande escala e na garantia do escoamento dos produtos do campo para as vilas e cidades”.
Sabemos todos que a agricultura familiar em que apostam milhares de agregados nas zonas do interior do país são projectos que têm o potencial de sustentar  a economia local e de afugentar a tentação para migrar para as grandes cidades. Auguramos que o actual quadro de esforço e compromisso do Executivo sirva como mola impulsionadora e estímulo a todos os empreendedores para que se possa fazer da paz um factor de progresso e bem-estar.

Categories: ANGOLA, ÁFRICA, POLÍTICA, Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

E assim se construiu a Paz

Quando a História  recente de Angola começar a ser escrita, Luena ocupará, certamente, um lugar central nas suas páginas, por ser o local onde se enterrou, em definitivo, o machado da guerra, depois de quase quatro décadas de matanças e destruição, num país com  potencial económico invejável. Afinal, a história faz-se com vários retalhos.

Muitas pessoas nasceram e morreram sem conhecer um momento de paz, fruto de desentendimentos políticos entre os movimentos  de  libertação e da resistência anti-colonial. Até parecia que a guerra era a nossa sina, mas Luena veio devolver a esperança, a vontade de viver e as condições objectivas para os angolanos poderem sonhar com um país melhor. Continuar a ler

Categories: ANGOLA, ANIVERSARIO, ÁFRICA, POLÍTICA, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Amor aos Elefante.

Categories: Amor aos Animais, ANGOLA, ÁFRICA, CULTURAIS, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

“FELIZ ANIVERSÁRIO PELO 4 DE ABRIL EM CUBA”

A saudação de seu aniversário com o exemplo ea alegria de . Pq e será 💯 pre o próspero e sustentável que conquistamos.

Categories: AMERICA LATINA, ANGOLA, ANIVERSARIO, CULTURAIS, HISTORIA, JUVENTUDE CUBANA 4 DE ABRIL, POLÍTICA, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: