Saúde toma medidas para evitar o ébola.

O secretário de Estado da Saúde Pública disse ontem em Cabinda que as autoridades sanitárias estão a fazer os possíveis para evitar que casos da doença do ébola, que assolam a República Democrática do Congo, transladam para o território nacional através da fronteira com aquele país vizinho.

José Manuel da Cunha disse que, neste momento, a prioridade das autoridades angolanas é dar uma atenção especial às províncias de Cabinda, Zaire, Uíge, Moxico, Malanje, Lundas Norte e Sul, que fazem fronteira com a RDC, para avaliar o grau de organização ao nível dos  postos fronteiriços.

As medidas preventivas, esclareceu, estendem-se a todo o país, com a distribuição de formulários nos postos de entrada, como aeroportos e portos, bem como a distribuição de fichas de notificação, na eventualidade de alguma das províncias se deparar  com casos suspeitos de ébola comunicar imediatamente as autoridades competentes.
Para José da Cunha, outro elemento a ter em consideração devido ao surto é a criação de equipas de resposta rápida em todas as províncias. Informou  que existe, em Luanda, uma sala de crise que recebe diariamente  informações de cada uma das províncias.

Categories: #salud, ANGOLA, Aviso!, ÁFRICA, EDUCAÇÃO, República Democrática do Congo, SAÚDE, SOCIEDADE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: