O retorno das ditaduras latino-americanas dos anos 70 e da silenciosa OEA?

https://miradasencontradas.files.wordpress.com/2018/09/caricatura_oea.jpg?w=627

De Juan Carlos Díaz Osorio

Eu não posso ajudar indignados com as ações da direita latino-americana eo silêncio da Organização dos Estados Americanos (OEA), sempre em silêncio quando se trata do direito, reafirmando o que todos sabemos: que responde a um país cuja poleiros águia para desangrar para aqueles que não se entregam aos seus pés.

A OEA, por que existe? Acho que essa pergunta foi feita pelos sãos uma ou várias vezes. OEA crítica, crítica e crítica para tentar desacreditar ao lado dos Estados Unidos a Cuba e Venezuela, mas faz ouvidos moucos para a situação de Lula e seqüestros na Argentina, enquanto alguns governos de direita se agarram ao poder e tentar desacreditar a ALBA e CELAC, organizações que se importam com os mais desfavorecidos.
A injusta prisão de Inácio Lula da Silva, mesmo quando não há provas para acusá-lo de algum crime; na Argentina a morte de James Maldonado e agora o sequestro de um professor que saiu com seus companheiros de equipe em protesto contra o governo de Macri e que forças desconhecidas em favor do governo é gravado com um soco no estômago: “NÃO chaleira”; Eles me lembram das ditaduras cruéis na América Latina que seqüestraram, torturaram e assassinaram. Suponho que Mauricio Macri, aquele que se diz presidente do país onde nasceu Maradona e Michel Temer, do país de Zambas, não os tenha sofrido. Eu fiz o sofreu na carne, porque eles mataram muitos do meu povo, de Cuba e da América Latina, por isso eu não posso esquecer: Fulgencio Batista em Cuba (1940-1944 e 1952-1959), Pinochet no Chile (1973-1980) e Joseph Rafael Videla na Argentina (1976-1983).

Os contra-revolucionários cubanos dizem que em Cuba existe uma ditadura, mas eles andam livremente pelas ruas de seu país e são assistidos gratuitamente nas instituições médicas quando precisam. Que ditadura que lhes permitiu estudar GRATIS! E se ficarem doentes, também não pagam nada. Sugiro àqueles que dizem que há uma ditadura aqui e que os direitos humanos não são respeitados, que vão se opor ao governo argentino para ver o que acontece com eles, onde aparecem, quer dizer, se aparecem.

E embora a tentativa de voltar das ditaduras dos anos 70 possa parecer, e Lula continue preso, ainda há a Revolução Cubana, a Revolução Bolivariana, o Sandinista na Nicarágua, Evo Morales na Bolívia e milhares de vozes no Brasil e no mundo. de suas posições clamam por justiça e pelo fim da violência que a direita quer impor na América Latina.

Categories: o retorno das ditaduras, Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: