País prepara projectos a financiar pelo Japão

Angola está engajada no processo de elaboração de um conjunto de projectos concretos para beneficiar do pacote financeiro disponibilizado pelo Governo japonês, para o desenvolvimento sustentado dos países africanos, afirmou ontem, em Tóquio, o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

 

Os projectos em preparação são dos sectores das energias renováveis, saúde, ensino superior e formação técnico-profissional, agricultura, agro-indústria, finanças, turismo e novas tecnologias de informação e comunicação.
Ao intervir na primeira sessão plenária sobre as Tendências e Desafios da TICAD VI (Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento de África), o ministro recordou que na TICAD VI, realizada em 2016, em Nairobi, Quénia, foram definidos os objectivos do Plano de Implementação da Declaração de Nairobi, onde são destacadas algumas áreas prioritárias, nomeadamente, a promoção e a transformação estrutural da economia através da industrialização, o fomento de sistemas de saúde resilientes para melhorar a qualidade de vida e a promoção da estabilidade social.
Angola, disse, avança na promoção de uma governação mais democrática e transparente, na base do princípio “Corrigir o que está mal e melhorar o que está bem”, que norteia a linha política e de actuação do Presidente João Lourenço.
Essa nova governação, explicou, tem como prioridades o combate à corrupção, ao nepotismo e à impunidade, com vista a garantir confiança dos cidadãos, dos investidores e das instituições financeiras globais.
Manuel Augusto, que já se encontra em Beijing, para a visita oficial do Presidente João Lourenço à China, enfatizou que a resposta aos desafios levantados na reunião da TICAD VI passa pelo fomento do crescimento e desenvolvimento socioeconómico inclusivo e sustentado no continente africano.
O ministro considerou crucial a implementação dos projectos apresentados por alguns países africanos e já aprovados pelo Japão, particularmente aqueles cuja concretização possa ter impacto e contribua para a integração económica regional.
Confirmou a conclusão do primeiro projecto de cabo submarino no mundo, que atravessa o Atlântico Sul, ligando Luanda(Angola) à cidade de Fortaleza(Brasil), fruto de um contrato entre as empresas Angola Cables e NEC Corporation do Japão, e financiamento do Japan Bank for International Corporation(JBIC).

 

 

 

 

 

Publicado por tudoparaminhacuba

Adiamos nossas vozes hoje e sempre por Cuba. Faz da tua vida sino que toque o sulco, que floresça e frutifique a árvore luminoso da ideia. Levanta a tua voz sobre a voz sem nome dos outros, e faz com que se veja junto ao poeta o homem. Encha todo o teu espírito de lume, procura o empenamento da cume, e se o apoio rugoso do teu bastão, embate algum obstáculo ao teu desejo, ¡ ABANA A ASA DO ATREVIMENTO, PERANTE O ATREVIMENTO DO OBSTÁCULO ! (Palavras Fundamentais, Nicolás Guillen)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: