O bloqueio impede diplomatas cubanos de ficar em um hotel no Japão

Captura de tela da cadeia de notícias NHK do hotel Hilton no Japão.

Mais uma vez o bloqueio imposto pelos Estados Unidos a Cuba afeta as missões diplomáticas da ilha em outros países. O incidente ocorreu quarta-feira quando um hotel da cadeia Hilton no Japão negado alojamento para diplomatas cubanos sob o pretexto de representantes oficiais de uma nação sob sanções dos EUA.

De acordo com a NHK, a Embaixada de Cuba no Japão e no Ministério das Relações Exteriores do Japão confirmou que o embaixador Carlos Miguel Pereira e um funcionário da legação reservado um quarto para 2 de outubro no Hilton Fukuoka Sea Hawk.

No entanto, o mesmo dia em que pensava passar a noite no hotel, agência de viagens disse-lhes que o estabelecimento não poderia acomodá-los sendo representantes do governo cubano, uma decisão que havia deixado o grupo hoteleiro sede refere NHK.

Embaixada de Cuba em Tóquio destacou o fato como mais uma evidência de que a hostilidade dos Estados Unidos contra Cuba não respeita fronteiras e ofende a soberania de outros países.

Embaixador de Cuba para a mídia japonesa informou a decisão regulamentos de gestão Hilton aplicar bloqueio extraterritorialmente econômico, comercial e financeiro, em violação da soberania e as leis japonês.

Ele assegurou à Prensa Latina que esta irregularidade ocorre devido a sua ignorância das leis e soberania japonesas, além de violar a Convenção de Viena sobre a proteção de agentes diplomáticos.

Os principais meios de comunicação da imprensa japonesa relataram quase simultaneamente o incidente que ocorreu em 2 de outubro, incluindo, além disso, o jornal Asahi Shimbun, o noticiário 24 horas, entre outros.

Ao mesmo tempo, Yomiuri Shimbum, Mainichi Shimbum, a agência de notícias Kyodo, juntamente com mídias digitais como Yahoo Headlines, FNN Prime, Sankei News, Japan Economic Newspaper, entre outros, destacaram o contínuo apoio do governo japonês, que desde 1997 votou em Nações em favor de levantar o bloqueio contra a ilha.

Em 1º de novembro, a Assembléia Geral da ONU adotou com o apoio de 189 de seus membros uma nova resolução pedindo o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington contra Cuba.

Minuto por minuto: Nações Unidas contra o bloqueio, segundo dia

Em Nova York, a Assembléia Geral das Nações Unidas votou na quinta-feira a resolução cubana sobre a “Necessidade de acabar com o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra Cuba”. A nação cubana venceu novamente com 189 a favor, 2 contra e 0 abstenções. As emendas propostas por Washington para adiar o processo de votação na ONU da resolução condenando o bloqueio foram esmagadoramente rejeitadas pelos países membros.

(Con información de Prensa Latina)

Anúncios
Categories: # yo voto vs bloqueo, #solidaridadvs bloqueo, BLOQUEIO VS CUBA, Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: