Presidente Díaz-Canel em Londres.

La imagen puede contener: 6 personas, personas sentadas e interior

O Presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez encontra-se em Londres com representantes das empresas que compõem a “Iniciativa de Cuba”, entidade criada em 1995 para promover a económica, comércio, cooperação e investimento entre o ReinoUnido e Cuba. Díaz-Canel sublinha a importância de relançar o projeto.

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, expressou hoje sua gratidão ao povo britânico pelos sinais de amizade e afeto que professa em seu país nestes quase 60 anos de processo revolucionário.

Em uma visita de trânsito a esta capital depois de concluir uma turnê internacional, Díaz-Canel realizou na terça-feira uma emocionante reunião com membros da Campanha de Solidariedade com Cuba no Reino Unido e representantes sindicais.

Durante o agradável intercâmbio na residência da Embaixada de Havana em Londres, o presidente atualizou os membros desse movimento e os compatriotas se instalaram aqui sobre a situação na maior das Antilhas e suas relações com esta nação européia.

Nesta linha, ele ressaltou que o processo mais importante que a ilha está vivenciando neste momento é a reforma constitucional, com enorme participação popular.

O chefe de Estado fez alusão ao debate sobre o esboço da nova Constituição em Cuba, que destacou o amplo envolvimento do povo.

Comentando sobre as suas experiências neste sentido, ressaltou que os idosos participem no processo com um compromisso que será a carta para legar aos seus filhos e netos, enquanto os jovens ver com o compromisso de que será o texto para defender a futuro

É um projeto constitucional “robusto”, sublinhou, e ele estava convencido de que, após a consulta popular, a lei de leis que finalmente será aprovada e referendada será ainda mais vigorosa e moderna.

Quanto aos laços bilaterais, ressaltou que foram revitalizados em 2016 com a visita feita a Havana pelo então chanceler britânico, Philip Hammond, atual ministro da Fazenda.

Precisamente, Hammond, considerado a segunda figura do governo do Reino Unido, recebeu a véspera o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros de Cuba.

Em sua opinião, o principal obstáculo no desenvolvimento desses elos é o bloqueio econômico, financeiro e comercial imposto pelos Estados Unidos ao seu país há mais de meio século, cujas medidas extraterritoriais afetam os fluxos financeiros e os investimentos.

Ele agradeceu o apoio do movimento de solidariedade do Reino Unido para quebrar a prolongada política americana de hostilidade, que, segundo ele, foi exacerbada com a chegada à Casa Branca de Donald Trump.

Ele também aproveitou a oportunidade para reconhecer o apoio dos sindicatos britânicos e, em geral, do movimento de solidariedade, na luta pela libertação dos cinco antiterroristas cubanos que sofreram sentenças injustas nas prisões dos Estados Unidos.

Para o estadista, sem a ajuda de grupos de solidariedade, nada disso teria sido possível, em referência à sua tenaz defesa da Revolução Cubana.

Categories: AMERICA LATINA, CUBA, REINO UNIDO, solidariedade, Uncategorized | Etiquetas: | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “Presidente Díaz-Canel em Londres.

  1. Republicou isto em REBLOGADOR.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: