Caravana de Pastores pela Paz procura difundir a verdade sobre a #Cuba

Miguel Guzmán
A vigésima nona Caravana da Amizade entre os Estados Unidos e Cuba voltará hoje ao país caribenho com novas expressões de solidariedade e com o objetivo de difundir o que a ilha ainda tem a oferecer ao mundo.

caravana paz

Isto foi dito Prensa Latina o diretor-executivo da Comunidade Inter-religioso Fundação par / Pastores pela Paz, Gail Walker, que comandará o grupo de 28 pessoas que participam nesta nova edição, que terá lugar no leste de Cuba.

Estamos muito animado para ir para Holguin, Santiago de Cuba e Guantánamo, ele comemorou a filha do Rev. Lucius Walker, o motorista de iniciativa de solidariedade, de 1992 até sua morte em 2010, acrescentando que é sempre uma honra e uma obrigação de ir em frente com estes caravanas

Somos amigos que realmente respeitam a soberania de Cuba e tudo que tem para oferecer ao mundo salientou o líder religioso, que destacou a presença no grupo de jovens que podem saber a realidade das Grandes Antilhas.

Celebrar a riqueza do Oriente, temos o prazer de jovens que viajam com a gente para visitar escolas, hospitais e igrejas, e aprender sobre a cultura, sistema político, o trabalho sobre a preparação para furacão, entre outras questões, ele disse.

Para dizer Walker, tais atividades permite que a caravana que vai observar um quadro amplo da ilha e tudo que tem para oferecer em diferentes arenas.

Dessa forma, os participantes podem voltar para os Estados Unidos e enfrentar o mito sobre Cuba com o qual ainda lutamos aqui, disse o ativista.

Nesse sentido, denunciou o modo pelo qual o governo norte-americano “fala mentiras sobre os direitos humanos em Cuba” perante as Nações Unidas.

Queremos que as pessoas vão e realmente vejam qual a abordagem de Cuba em relação aos direitos humanos, em áreas como educação e saúde, é importante para ajudar a espalhar a verdade sobre o país caribenho, disse Walker.

Ele lamentou que os horários de vôos não estejam na nação caribenha todos os dias 25 de novembro, mas disse que eles querem esperar por aquela data para comemorar o segundo aniversário da morte do líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro (1926-2016). , a quem ele chamou de “nosso amado Fidel”.

O Instituto Cubano de Amizade com os Povos informou esta semana que os membros da caravana começarão a sua estada amanhã em Holguín, onde se encontra o berço do líder revolucionário, no Complexo Histórico de Birán.

Mais tarde, eles se mudarão para Santiago de Cuba, onde irão ao Cemitério da Santa Ifigênia, ao antigo Quartel de Moncada, à sede da Assembléia Provincial de Poder Popular e ao Centro de Pesquisas Sismológicas, entre outros lugares.

No dia 22 de novembro, eles visitarão Guantánamo, onde realizarão atividades como o diálogo com jovens soldados da Brigada de la Frontera e uma reunião com o Comitê de Emergência do Conselho de Igrejas de Cuba, antes de retornar a Holguín no dia 25 para voltar a Estados Unidos.

PL

 

Anúncios
Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: