Por que o Brasil e muitos outros poves do mundo amam os médicos cubanos?

46473232_2062146683836053_1729864229550292992_n

Por que o Brasil e muitos outros povos do mundo amam os médicos cubanos?

Um médico cubano nunca lhe perguntará quanto dinheiro você tem no seu bolso. Quando você consulta, não só investiga suas doenças internas, toca seu ombro, coloca uma mão na sua, dá-lhe um tapinha nas costas, fala com você como velhos amigos, carrega em seus braços seu filho. Não se surpreenda quando um médico cubano, no final da consulta, lhe fornecer o número do seu celular ou da sua casa, caso seu filho tenha algum problema e você precise dele à noite. Um médico cubano compartilha com o próximo paciente a xícara de café deixada pela anterior, mesmo que não se conheçam. Um médico cubano tem talento suficiente para investigar, inovar, encontrar soluções, enfrentar a falta de suprimentos e remédios. Um médico cubano é sensível e humanista, irá ajudá-lo acima de todas as coisas. Um médico cubano vai para os lugares mais remotos e luta não só com doenças, mas com adversidades e tragédias de todos os tipos. É verdade que não somos perfeitos, nosso trabalho sempre será perfectível, e temos coisas para transformar e melhorar, mas ninguém duvida do altruísmo, da dignidade e do humanismo de nossos profissionais de saúde, onde quer que estejam, em Cuba ou em qualquer outro país. lugar do mundo.

Categories: Brasil, colaboração, Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: