O que assusta a administração Trump?

De Nicanor León Cotayo

O canal de notícias CNN, com sede em Atlanta, na Geórgia, faz uma análise sobre aspectos controversos do atual governo dos EUA.

Agora Donald Trump não é considerado responsável pela atual crise que significa o fechamento de uma parte dos assuntos oficiais do país.

A este respeito, a rede de televisão chega a dizer que tal situação não tem um fim previsível.

Isso equivale a dizer que os funcionários do governo, sejam eles democratas, republicanos ou independentes, foram forçados a não receber salários com as conseqüências que isso implica.

Além disso, o presidente decidiu não conceder aumentos financeiros no ano em curso.

Da mesma forma, uma grande parte dos cidadãos é obrigada a continuar sem os serviços oficiais necessários.

Um dos recursos utilizados por Trump, devido à resistência dos contribuintes para financiar seu muro, foi ameaçar o fechamento, nesta sexta-feira à noite, da fronteira sul com o México.

Sem dúvida, sua defesa é primeiramente exposta a interesses pessoais e, em segundo lugar, à dos americanos.

Exemplos concretos demonstram isso:

Sobre as tropas dos EUA na Síria, ele decidiu retirá-las apesar do fato de que muitos especialistas discordaram.

E mesmo o ex-secretário de Defesa James Mattis sugeriu que ele não tomasse uma decisão tão apressada, mas ele não ouviu.

Sobre este Trump disse: “Eu estou fazendo o que eu disse que ia fazer sobre a Síria.”

Seus incessantes ataques à imprensa e ao sistema judicial podem impedir que alguns americanos percebam o sentido corrosivo que isso acarreta.

No entanto, Donald Trump não parece se importar em ambas as frentes.

Para ele, a chamada imprensa livre é “inimiga do povo” e sugerida no Twitter para formar uma rede de governo que enfrente essas mídias.

Além disso, o FBI fez dele o alvo de sua raiva várias vezes.
No entanto, o presidente sabe muito bem que ambas as instituições se dedicam a descobrir a verdade sobre ele, seus negócios e a campanha presidencial.

De acordo com a CNN, “parece assustá-lo, então seus ataques provavelmente não irão parar em um futuro próximo”.

Vamos acrescentar, enfatiza a CNN, colocar em risco o funcionamento regular dos mercados livres e incluir Wall Street entre as instituições que parecem não respeitar muito.

Ele recentemente criticou o presidente do Federal Reserve (Banco Central), Jerome Powell, a quem ele nomeou para dedicar no ano passado.

Segundo fontes da CNN, Trump consultou a possibilidade de substituí-lo, o que acrescenta instabilidade e incerteza aos investidores.

Esses exemplos, entre outros, explicam o que assusta a administração Trump.

(Extraído de Minha Cuba para sempre)

Categories: cnn, CNN, com sede em Atlanta, na Geórgia, faz uma análise sobre aspectos controversos do atual governo dos EUA., EE.UU., SIRIA, Trump, Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: