Os charutos cubanos reafirmam sua liderança no mercado mundial.

Os charutos cubanos ratificam sua liderança no mercado mundial graças ao fato de serem um produto único e de qualidade excepcional, diretores da joint venture cubano-anglo-hispânica Habanos S.A. na inauguração do XXI Festival Habano no Centro de Convenções de Havana.

Inauguración del XXI Festival del Habano 2019, por Antonio Luis Carricarte, Viceministro Primero del MINCEX, desarrollado en el Palacio de Convenciones del Playa
Abertura da Feira, no Palácio das Convenções, o XXI Festival del Habano 2019. Eles cortaram a fita Antonio Luis Carricarte, Primeiro Vice-Ministro do Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro de Cuba (centro), com Justo Luis Fuentes Diaz , presidente do Grupo de Negócios Tabacuba (à direita). Atrás de Inocente Nuñez Blanco e Luis Sánchez-Harguindey Pardo de Vera, co-presidentes de Habanos, S.A. Foto: Endrys Correa Vaillant
charutos cubanos confirmar a sua liderança no mercado global, porque eles são um produto único de excepcional qualidade, afirmou hoje diretores da joint venture cubano-anglo-espanhola Habanos S.A. na inauguração do XXI Festival Habano no Palácio de Convenções de Havana.

Ao se referir aos resultados econômicos daquela corporação durante 2018, eles indicaram que obtiveram um faturamento de 537 milhões de dólares, com um crescimento de 7% em relação ao ano anterior.

“2018 foi, mais uma vez, um ano de sucesso na comercialização de Habanos, como as vendas continuaram a crescer em volume e valor, além de manter quota de mercado global estimado em cerca de 70% no volume de as regiões onde comercializamos nossas marcas “, afirmam os co-presidentes da Habanos, SA, Inocente Nuñez Blanco e Luis Sánchez-Harguindey Pardo de Vera.

Eles relataram que no ano passado cerca de 450 milhões de charutos premium (totalmente torcidos) foram vendidos em todo o mundo.

Os cinco primeiros mercados desta empresa, em volume de vendas, são Espanha, China, França, Alemanha e Cuba. A China tornou-se o segundo mercado mais importante para a Habanos, S.A. Por região, a Europa continua a ser o principal comprador desses famosos charutos, com 53% das vendas em volume, seguida pela América (18%), Ásia-Pacífico (15%) e África e Oriente Médio (14%).

Leopoldo Cintra González, vice-presidente Comercial e José María López Inchaurbe, vice-presidente de Desenvolvimento desta corporação, considerou que “a alta qualidade e exclusividade do produto, juntamente com a sua origem única fazer a Habano em um produto premium (feitos inteiramente à mão) de sucesso em todo o planeta ».

Durante a conferência de imprensa também observou que esta edição do Festival será dedicado à marca Trinidad, que celebra seu 50º aniversário, a San Cristóbal de La Habana, por suas duas décadas de existência e homenagem especial ao 500º aniversário de fundação da capital cubana; e Hoyo de Monterrey, que apresentará sua primeira Gran Reserva Cosecha 2013 em sua emblemática vitela Double Coronas.

Além disso, foram anunciados os três charutos da edição limitada para 2019: Montecristo Supremos, Allones No.2 de Ramón Allones e Quai D’Orsay Senadores.

Estes vitolas são muito apreciados e esperados a cada ano pelos fãs de charutos cubanos, como eles não estão na faixa regular de portfólio de marcas e distinguem-se por uma selecção cuidadosa de todas as suas folhas rapé, camada, intestino e o capote, que foram envelhecidos por um período não inferior a dois anos.

Também incluir outros produtos exclusivos, como charutos Cohiba romance e San Cristóbal de La Habana 20º aniversário e será apresentado no evento humidor especial dedicada ao 50º aniversário da marca Trinidad e humidor San Cristóbal de La Habana 1519 para celebrar o meio milênio da existência de Havana.

Ernesto González Rodríguez, diretor de marketing operacional da entidade, informou que medidas adicionais estão sendo tomadas para aumentar a comunicação com os consumidores e combater a falsificação.

O executivo ressaltou que não houve relatos de danos significativos devido a adversidades climáticas e que eles trabalham em variedades de tabaco mais adaptadas às mudanças climáticas.

Neste primeiro dia, a Feira do evento foi inaugurada no Centro de Convenções, no qual participaram 227 expositores de 12 países, entre eles Espanha, Alemanha, Itália, China, Panamá e México. A fita inaugural foi cortada por Antonio Luis Carricarte, Primeiro Vice-Ministro do Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro de Cuba (MINCEX) e Justo Luis Fuentes Diaz, presidente do Grupo Empresarial Tabacuba.

Também se sabia que mais de 2.200 delegados de cerca de 70 países participam deste XXI Festival.

Habanos, S.A. é uma joint venture cubana de partes iguais da Cubatabaco, uma entidade do Estado cubano, e da Altadis, empresa espanhola pertencente ao grupo inglês Imperial Tobacco Group PLC. Sua finalidade corporativa é a comercialização de todos os produtos de tabaco cubanos e outros itens ligados a eles, tanto nas Antilhas Maiores quanto no resto do mundo, entre os quais se destacam os charutos mundialmente renomados.

Seu portfólio tem 27 marcas de charuto feitas inteiramente à mão, distribuídas em mais de 150 países nos cinco continentes (através de seus distribuidores). Mais de 90% do faturamento global da empresa vem da atividade internacional. Suas marcas globais mais emblemáticas e conhecidas são Cohiba, Montecristo, Partagás, Romeo e Julieta, Hoyo de Monterrey e H. Upmann.

Categories: # Cuba, #América Latina, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: