A mentira em uma lâmpada.

Mais do que a idade de ouro da pós-verdade, vivemos o auge da plusmentira, mas agora que as únicas detonações na Venezuela são as notícias falsas, devemos começar todas as análises esclarecendo o principal: o chavismo lida com eles há 20 anos.


CINCO Mentiras Desmontadas.

1-  Venezuela tem dois presidentes. Nada está mais longe da realidade. A Constituição venezuelana prevê, no artigo 233 ausência como absoluta do presidente de sua morte, renúncia, destituição do cargo pelo Supremo Tribunal Federal, ou incapacidade física ou mental declarada por junta médica. Guaidó tem nenhum argumento constitucional para proclamar-se presidente, já que não há ausência absoluta do presidente, que tomou juramento como exigido pela Constituição no artigo 231: 10 Janeiro perante o Supremo Tribunal.
2-  Guaidó não conta com o apoio da comunidade internacional. Além da hipocrisia da chamada comunidade internacional para o Ocidente, em 10 de janeiro na inauguração Maduro teve representantes diplomáticos de mais de 80 países, da Rússia à China, através do Vaticano, a Liga Árabe e da União Africano. Esses países continuam mantendo relações diplomáticas com o governo liderado por Nicolás Maduro. Guaidó tem o reconhecimento dos mesmos países que em 10 de janeiro não conheciam Maduro: EUA. UU e o Grupo Lima (exceto o México). Apenas a Geórgia (devido à sua disputa territorial com a Rússia), Austrália e Israel aderiram.
3-  Outra mentira: Guaidó é diferente da oposição violenta. Guaidó é vice-Popular Will, partido político e repudiou as eleições presidenciais de 2013 e cujo líder Leopoldo Lopez, é condenado por partida masterminding, que impulsionou guarimbas 2014, com um saldo de 43 mortos e centenas de pessoas feridas
4- Também mentem quando afirmam que a Assembleia Nacional é o único órgão legítimo. O artigo 348 da Constituição venezuelana autorizar o presidente a convocar uma Assembléia Constituinte, e do artigo 349 define os poderes constituídos (Assembleia Nacional) não pode de forma alguma impedir que as decisões da Assembléia Constituinte. A decisão de convocar a Constituinte foi um ato de astúcia chavista para contornar o bloqueio da Assembleia Nacional pode gostar ou não, mas foi feito em estrita conformidade com a Constituição.
5- Rudemente para a verdade quando dizem que Maduro foi reeleito de forma fraudulenta, em eleições sem oposição. 5 – As eleições de 20 de maio de 2018 foram convocadas pela mesma CNE com a qual Guaidó se tornou deputado. Havia três candidatos da oposição que reuniu 33% dos votos e regras acordadas foram seguidos na mesa de diálogo realizada na República Dominicana entre o governo venezuelano ea oposição, com o presidente espanhol José Luis Rodriguez Zapatero mediador.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: