Angola e Cuba reforçam relações no domínio parlamentar.

EMBAIXADOR CUBANA EM ANGOLA, ESTHER CARDENAS (ESQ), COM A DEPUTADA JOSEFINA DIAKITÉ.

 

A diplomata, que manteve esta quinta-feira um encontro com a Presidente da Comissão de Relações Exteriores, Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas no Estrangeiro, Josefina Diakité, disse que o seu país pretende uma cooperação mais dinâmica com Angola no domínio parlamentar.

“O objectivo da minha primeira visita aqui é fortalecer, cada vez mais, o intercâmbio parlamentar entre os dois países, cujas relações foram forjadas em momentos difíceis e temperadas pelo sangue e sacrifício dos heróis de ambos países”, observou.

Informou que Cuba tem um parlamento muito representativo, onde 52 por cento dos seus membros são mulheres. “E acabou por aprovar, recentemente, uma nova Constituição com o apoio e participação de quase 90 por cento dos cidadãos”.

A embaixadora indicou, também, que as relações bilaterais são excelentes, com principal enfoque para a educação e saúde.

Notou que o seu país sentiu-se muito honrado com a homenagem aos combatentes cubanos da Balatalha do Cuito Cuanavale, no dia 23 de Março, Feriado Nacional da SADC.

Por outro lado, a presidente da 3ª Comissão especializada da Assembleia Nacional, Josefina Diakité, considerou Cuba um parceiro importante para Angola com experiência de viver e sobreviver em condições adversas em função do embargo a que foi submetido.

Mostrou-se, igualmente, impressionada com a percentagem feminina no parlamento cubano, considerando a cifra de 52% como marcável.

“É o segundo parlamento com mais mulheres no mundo. Podemos aprender com este país em que, na realidade, essas cifras se traduzem para o avançar da agenda do género”, salientou.

As relações diplomáticas entre Angola e Cuba foram estabelecidas em 15 de Novembro de 1975.

Depois da proclamação da independência nacional, o primeiro convénio de cooperação entre ambos os países remonta de Fevereiro de 1976 e versou o sector da saúde no que envolveu a passagem de muitos profissionais cubanos do ramo em várias províncias de Angola.

O segundo convénio está relacionado com a educação, tendo mobilizado milhares de professores cubanos a prestarem serviço em Angola.

 

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: