António Guterres pede reforço da segurança para membros da ONU.

O Secretário-Geral da ONU, António Guterres, defendeu, em Nova Iorque, por ocasião do Dia Internacional da Solidariedade com os membros e pessoal detidos ou desaparecidos, o reforço da segurança dos efectivos da organização como uma das prioridades imediatas.

“Todos os dias, por montanhas e vales, o pessoal das Nações Unidas trabalha incansavelmente para ajudar os mais vulneráveis, protegendo o planeta e construindo um futuro melhor para todos”, declarou Guterres, citado ontem pela Xinhua.
A data é comemorada em memória do sequestro, em 1985, de Alec Collett, ex-jornalista que trabalhava na Agência de Socorro e nas Nações Unidas para a aérea dos Refugiados da Palestina no Médio Oriente (UNRWA). Os seus restos mortais foram encontrados em 2009, no Vale do Bekaa (Líbano). Em 2018, foram sequestrados 16 funcionários da ONU e um em 2019. Todos foram libertados. Até agora, 21 funcionários da ONU foram presos ou estão detidos, cinco dos quais sem acusação formal.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: