A nação imperial e o fraco Montaner

Lic. José A. Amesty R.

Gostaríamos de nos referir a dois artigos que apareceram no jornal La Nación de Costa Rica, o primeiro escrito por Carlos Alberto Montaner e o outro a Editorial do jornal mencionado; queremos fazer pontos em relação a cada texto.
1. O artigo de Montaner, intitulado “As razões de Washington”, tem um título indicando o que está acontecendo na Venezuela e, de fato, neste momento, todos sabem o que está acontecendo na Venezuela: guerra econômica e sanções dos EUA; e o já desgastado discurso de que Cuba tem poder na nação bolivariana.

2. Na verdade, em uma nação de 30 milhões de pessoas, 80% dela, supostamente contra a Revolução Bolivariana, não pode derrubar o presidente Nicolás Maduro?
3. Na realidade, na Venezuela as pessoas amam sua revolução e ideologicamente elas são claras. Em 20 anos de processo bolivariano, o medo nunca foi presente e é um socialismo bolivariano adequado do sistema do século XXI, e embora nós rejeitamos slogans marxistas leninistas, não são uma parte essencial desta ideologia.
4. Acusar a Venezuela de tráfico de drogas e apoio a terroristas não se encaixa nessa equação.
5. O que se espera de pensar essas figuras sinistras como John Bolton, Mike Pompeo, Elliott Abrams e ‘cubana’ American Marco Rubio e Mauricio Claver-Carone, que não foi que continuamos a fortalecer os laços de fraternidade e de solidariedade com Cuba vencedora?

6. Basicamente, o império ianque, você só quer matar vários pássaros (Cuba, Nicarágua, Venezuela, etc.) com um único tiro (e eu desculpar a qualquer expressão orgânica) com a sua Lei Helms-Burton.
7. Finalmente, Montaner (que acredita que não trabalhamos mais para a CIA) aposta todas as suas cartas para a nação americana, mencionando que ele está apenas ensinando seus dentes e sendo um “tigre de papel”.
Em relação ao Editorial do La Nación, intitulado “Fraca Maduro”, precisamos:
A. Na verdade, ele deve ser chamado “fraco Guaidó”, o editorial, chama extermínio sutil de John Guaidó (que é como a “liberdade” da imprensa nas democracias liberais).
B. Os atributos avançados pela editorial contra a revolução venezuelana, encaixam perfeitamente com as ações de Guaidó: arbitrária, fraco, sem escrúpulos, distorção, etc., um personagem pode fazer qualquer coisa.
C. Como o Gigante Chávez disse em algum momento: “Águila não caça moscas”, essa é a atitude da Revolução Bolivariana e de Nicolás Maduro em relação a Guaidó.
D. O resto do texto, na verdade, não fala sobre o porquê de Maduro ser fraco, mas sim destaca as ações soltas e sem sentido de Guaidó.
E. Finalmente, observamos que, aparentemente, por um lado, a nação parece estar desatualizados no momento em relação ao Guaidó, como atualmente, o jovem engenheiro, é totalmente desacreditado, ninguém acredita nela, e sua gafe recente é Evoca uma última insurreição para 1º de maio. Sem dúvida, este editorial, devido a apoiar e reforçar a atitude do governo da Costa Rica para apoiar uma Guaidó que ninguém suporta Venezuela e montagem de todo o show-erro na embaixada da Venezuela na Costa Rica.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: