Líder Religioso dos EUA defende normalizar relações com Cuba

Líder religioso de EE.UU. aboga por normalizar relaciones con Cuba

Jim Winkler, presidente do Conselho Nacional das Igrejas de Cristo nos Estados Unidos (NCC),

Por Martha Andrés Román

Em entrevista à Prensa Latina, o presidente do Conselho Nacional das Igrejas de Cristo nos Estados Unidos (NCC), Jim Winkler, confirmou que a comunidade quer melhorar os laços com a nação caribenha e rejeita o bloqueio imposto por Washington contra o país caribenho. quase 60 anos.

Winkler lembrou que na semana passada sua organização emitiu uma declaração conjunta com o Conselho de Igrejas de Cuba “no qual reafirmamos nossa solidariedade mútua e nossa longa oposição ao bloqueio”.

Especificamente, falamos contra as recentes medidas adotadas pela administração Trump para restringir as viagens e limitar as remessas, e todas as ações que movem uma direção negativa em direção a Cuba, disse o secretário geral do NCC.

De acordo com o líder religioso, eles defendem a continuação do trabalho para impulsionar laços bilaterais, normalizá-los e levantar o cerco econômico, comercial e financeiro contra a maior das Antilhas.

Questionado sobre o que o CNC pode fazer com base nesses objetivos, ele disse que eles deveriam continuar a mobilizar os membros das igrejas e instá-los a entrar em contato com os legisladores do Congresso para dizer que queremos relações normais e o fim do bloqueio.

Winkler disse que quando os membros do Capitólio recebem telefonemas, e-mails ou cartas sobre qualquer assunto, eles imediatamente começam a prestar atenção.

Se eles não ouvirem os pronunciamentos do povo americano, eles acreditam que não há problema, não há nada com que se preocupar, é por isso que temos a responsabilidade de mobilizar nosso pessoal para falar sobre isso, acrescentou.

Segundo o líder religioso, as igrejas do conselho têm falado muitas vezes ao longo de décadas sobre esta questão, “devido à nossa estreita ligação com o povo e os cristãos cubanos”.

No comunicado divulgado na semana passada, as instituições que reúnem igrejas dos dois países lamentaram que, após o avanço da normalização das relações bilaterais, ambas as nações estejam agora “em um momento crítico que ameaça apagar as conquistas”.

Além de condenar as medidas relativas a viagens e envio de remessas anunciadas pelo governo dos EUA, os conselhos rejeitaram a decisão de Washington de ativar o Título III da Lei Helms-Burton na quinta-feira.

Essa ação, segundo eles, “irá impedir ainda mais a qualidade de vida do povo cubano e criar problemas legais enormes e desnecessários em todo o mundo”.

Também convocaram igrejas, organismos ecumênicos associados, organizações religiosas e todas as pessoas de boa vontade na região e no mundo para nos acompanhar em nossa defesa, solidariedade e ação por um melhor presente e futuro para nossos dois países, igrejas e vilas ‘.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: