Diosdado Cabello: Fórum de São Paulo marcará rota progressiva da América Latina

“O XXV Encontro do Foro de São Paulo, a ser realizada na Venezuela de 24 a 28 deste mês vai marcar a rota progressiva que a região precisa hoje”, disse o presidente da Assembléia Nacional Constituinte (ANC), Diosdado Cabello.   x

O mais alto representante do plenipotenciário venezuelano ressaltou que o encontro internacional acontece em um momento de grande significado emocional e significado histórico para o país sul-americano, que luta contra aqueles que buscam desestabilizar a institucionalidade.

“O imperialismo é desencadeado não só contra a Venezuela, mas contra qualquer povo ou nação que leve o contrário. Todo mundo se ajoelha diante dos Estados Unidos e daqueles que não sofrem as conseqüências “, disse Cabello, em relação ao bloqueio econômico que Washington impõe a Caracas.

Ele disse que, enquanto países como Cuba, Nicarágua, Bolívia próximos à terra de Simon Bolivar, levantar a sua voz e não se render às ações coercitivas da Casa Branca e seus aliados, o Fórum irá manter o apelo pessoas exigentes políticos e progressivas .

Ele também ressaltou que a data do evento marca o curso histórico da Venezuela e da ilha caribenha, já que em 24 de julho, dia da inauguração da reunião, marca o 236 aniversário do nascimento de Bolívar.

“Além disso, 26 cubanos celebram o assalto aos quartéis Moncada e Carlos Manuel de Céspedes, e em 28 de julho o comandante Hugo Chávez iria virar 65”, explicou o também primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV).

Ele enfatizou que o Fórum é o cenário propício para mostrar ao mundo a realidade do território nacional, que é manipulado pelas corporações de comunicação, uma campanha que foi intensificada recentemente após o relatório da Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet. , que apresentou um texto “profundamente prejudicial à dignidade do povo venezuelano”.

O Fórum de São Paulo, concebido e organizado em primeira instância por Cuba sob a liderança do comandante-em-chefe Fidel Castro e do líder brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva nos anos 90, é o maior encontro de movimentos e partidos sociais de esquerda no mundo.

A vigésima quinta plenária mundial a ser realizada em Caracas, terá como principal desafio fortalecer e criar novas estratégias de lutas antes da imposição de um esquema capitalista baseado na opressão dos setores mais vulneráveis ​​de todos os continentes, de acordo com o chamado.

Da Rádio Cubana

Anúncios
Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: