Incêndio de foguete … Unilateralmente quebrou seus deveres com o acordo INF, Washington é entregue ao envio de mísseis até então proibidos … Cuba

A Casa Branca materializou neste verão um novo e perigoso passo em sua intenção obstinada de continuar se livrando dos compromissos que a impedem de gerar os arsenais que considera indispensáveis ​​em seu esforço visceral para se aproximar da Rússia e da China e obter controle global absoluto.  x

De Nestor Nuñez

Assim, na última sexta-feira, 2 de agosto, ele encerrou suas responsabilidades com relação ao acordo sobre mísseis de curto e médio alcance, INF, assinado em 1987 por um extremamente complacente Mikhail Gorbachev e um Ladin Ronald Reagan.

O Tratado exigia, tanto da então soviética União Soviética quanto dos Estados Unidos “onipotentes”, a eliminação dos mísseis nucleares e convencionais que tinham uma trajetória de entre quinhentos e mil quilômetros, considerados de curto alcance, e entre mil e cinco mil quinhentos quilômetros, classificados alcance médio.

A decisão americana unilateral se fez de surdez – como planejado anteriormente – a qualquer proposta russa para manter o INF, e, portanto, Moscou também deve desconsiderar o arquivo acima mencionado.

A desculpa gringo para interromper este elemento legal que impedia a rota para uma nova corrida armamentista foi acusar o Kremlin de violar o INF com o comissionamento do míssil 9M729, com um alcance de voo de 480 quilômetros, apesar do fato de a Rússia ter mostrado publicamente a nova arma e forneceu informações abertas sobre suas características.

Enquanto isso, nessa época a indústria militar gringa já estava trabalhando secretamente em projetos que violam o acordo e diretamente relacionados ao chamado Escudo de Mísseis, com o qual Washington tenta obter a vantagem de realizar ataques nucleares ao anular a capacidade de resposta de suas vítimas.

Uma revelação que o Pentágono acaba de confirmar ao anunciar que nos próximos dias as forças gringas vão testar vários tipos de mísseis com as características proibidas até há poucas horas pelo INF e nas quais, obviamente, estava funcionando por algum tempo.

Também vale a pena notar que, além do abandono do INF, os Estados Unidos já se retiraram em 2002 do Tratado Antibalístico de Mísseis, ABM, e confirmaram que não pretendem analisar a extensão pendente do Tratado de Redução de Armas Estratégicas, START III, que indica É claro que a ultra-direita gringo e seu acólito Donald Trump só pretendem ter mãos livres para tentar cumprir o mandato hegemonista de “não permitir o surgimento de novas potências globais”, muito menos defensores do multilateralismo e das leis internacionais.

Outra nota infeliz sobre uma questão tão espinhosa veio imediatamente da Organização do Tratado do Atlântico Norte, a OTAN, cuja liderança decidiu jogar o cartão de Trump para culpar a Rússia pelo fim do INF.

A entidade belicista disse que tomará “medidas de resposta adequadas” diante da nova situação, entre as quais analistas citam a possível redistribuição de mísseis norte-americanos de curto e médio alcance na Europa ocidental, central e oriental, que automaticamente os colocarão sob controle. o objetivo do foguete defensivo russo com a classificação de alvos prioritários.

Uma infeliz decisão que prefere colocar o chefe dos europeus sob risco de um holocausto atômico, em vez de contradizer o parceiro mais velho, cujos planos sempre foram fazer de seus “amigos” do Velho Continente uma espécie de linha de frente volátil em um conflito. primeiro com a União Soviética e agora com a Rússia, se isso significa probabilidades para a “sobrevivência” americana.

Situação que, por outro lado, Washington pretende impor na região da Ásia-Pacífico, apesar do fato de Pequim não ter qualquer relação com o INF, com a idéia peregrina de também deslocar seus mísseis de curto e médio alcance naquela área, mas com o colimador apontando para a China.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: