Eles denunciam operações psicológicas dos Estados Unidos contra a Venezuela

La guerra contra Venezuela es multidimensional

O governo da Venezuela lançou na terça-feira os Exercícios Militares de Fronteira com Soberania e Paz 2019, diante das ameaças de guerra da Colômbia, no entanto, o país bolivariano também deve enfrentar outra agressão liderada pelos EUA: uma guerra psicológica.

Segundo as autoridades, a Venezuela é um país que vive um processo em que as operações psicológicas são o eixo transversal da guerra, que é acompanhado por ações reais de assédio e agressão política, econômica e militar, segundo a Telesur.

Na investigação de operações psicológicas, métodos de ação política na Venezuela, preparados pelo Ministério de Comunicação e Informação (Minci), estabelece-se que uma das estratégias aplicadas pelos EUA contra a Venezuela é alcançar o cansaço emocional da população para obter a ocupação do país.

O estudo enfatizou que, para o governo dos EUA, uma guerra convencional não é conveniente, por isso usa a guerra de idéias.

Não basta com as sanções, o bloqueio comercial e financeiro para sufocar um mandato constituído pela vontade dos venezuelanos, e que, com suas derivações, busca produzir um surto social que justifique uma intervenção militar estrangeira, afirmou a fonte.

O imperialismo também aplica falsas operações psicológicas e comunicacionais, também conhecidas como Fake News, projetadas para atacar a psique de cada cidadão, ganhar controle e domínio mental das massas em termos de seu comportamento social, o que é conhecido como quarta guerra. geração, definiu a pesquisa de Andrelys Carrasquel.

O psiquiatra e analista social Angel Riera, citado no estudo, disse que a psique venezuelana está sendo manipulada para obter embotamento e fadiga emocional. Um método que exige uma saída violenta do governo para naturalizá-la da maneira correta.

Outro aspecto dessas operações psicológicas é o ataque da mídia contra a Venezuela, segundo a investigação. Nesta guerra, grandes empresas de comunicação aliadas a grandes potências econômicas projetam e produzem uma feroz campanha de descrédito contra mandatos democráticos e populares, dada a impossibilidade de produzir um conflito armado que derruba esses governos, estabeleceu o estudo.

A fonte lembrou que, em 2014, durante o fórum de Conjuração de Mídia contra a Venezuela, o atual vice-presidente de Comunicação, Cultura e Turismo, Jorge Rodríguez, disse que é demonstrado que os processos de infestação por ódio aumentam o risco de doenças psicológicas entre 30 e 60 por cento.

Da juventude rebelde

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: