Venezuela: o governo paralelo de bancos, mineradoras e empresas de petróleo

Se alguém tiver alguma dúvida sobre os interesses defendidos por Juan Guaidó, o auto-proclamado “presidente interino” da Venezuela, vamos rever alguns nomes de seu “governo paralelo”.

Carlos Jordá, designado “diretor” da Citgo, uma empresa petrolífera venezuelana expropriada pelo governo Donald Trump, é o diretor da Delek US: uma subsidiária da israelense Delek, fornecedora do Exército de Tel Aviv.

José Ignacio Hernández, nomeado “promotor especial”, é advogado da empresa de mineração canadense Crystallex, que está se comprometendo a aproveitar – precisamente – o Citgo, como pagamento por uma suposta compensação negada pela justiça venezuelana.

Carlos Vecchio, o suposto “embaixador” em Washington, foi, durante anos, o representante da ExxonMobil, uma empresa petrolífera com um longo histórico de litígios contra Caracas.

Existem apenas três nomes entre muitos outros membros do chamado “governo paralelo”: executivos seniores de companhias de petróleo, mineradoras e bancos, unidos na ganância pela imensa riqueza da Venezuela.

Vermes que trabalham, juntamente com o Departamento de Estado, para saquear o país, depois de ter afundado sua economia.

Nada do que a imprensa global nos diz, que continua a descorar a maior operação imperialista de guerra suja do século XXI.

Para informação de Cuba

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: