FAO, União Europeia e Cuba iniciam programa para apoiar segurança alimentar sustentável

A fim de apoiar o desenvolvimento de sistemas alimentares resilientes e sustentáveis, aumentando a produção de alimentos diversos e saudáveis ​​que respondem à demanda local, foi oficialmente iniciado em Havana um novo programa conjunto entre o Ministério da Agricultura ( MINAG) e a União Européia, com o apoio da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O programa será desenvolvido até 2025 em seis municípios de Sancti Spíritus e Villa Clara e no nível central, com um valor total de 19.950.000 euros.

Inclui três projetos, focados no fortalecimento do auto-suprimento local de alimentos sustentáveis ​​e saudáveis, capacidade de gestão para processos de decisão e formulação de políticas e o Sistema Integrado de Gestão do Conhecimento para segurança alimentar no país , os dois últimos com a execução da FAO.

“Os projetos ajudarão o país a ser consistente com o direito das pessoas à alimentação saudável, o que é reconhecido na nova Constituição da República. Será um incentivo para a formulação e o desenvolvimento do Plano Nacional de Soberania Alimentar e Educação Nutricional no qual o governo cubano está trabalhando ”, afirmou Marcelo Resende, representante da FAO em Cuba, durante o workshop de iniciação ao programa.

Por seu lado, Maury Echevarría Bermúdez, vice-ministro da Agricultura de Cuba, explicou que o desenvolvimento do setor é uma prioridade estratégica do país e agradeceu à União Européia e às agências das Nações Unidas pela contribuição para esse fim.

Um dos principais objetivos será contribuir para o auto-abastecimento municipal, tão necessário para atender à demanda da população e evitar gastos em setores como transporte e importação, afirmou Echevarría.

Além do MINAG, outras agências nacionais envolvidas na implementação são os Ministérios da Indústria de Alimentos, Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro (MINCEX), Comércio Interno, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, Ensino Superior, Saúde e Economia e Planejamento.

Alberto Navarro, embaixador e chefe da Delegação da União Européia em Cuba, disse que o programa inclui questões relacionadas à resistência às mudanças climáticas, agricultura em bases agroecológicas e experiências de outras nações sobre o assunto. “O que aconteceu hoje é mais um passo no caminho da cooperação entre a União Européia e Cuba, e o diálogo multissetorial deve ser continuado”, afirmou.

Em abril, o governo cubano e a União Européia concordaram com o acordo de financiamento da ação “Apoio estratégico à segurança alimentar sustentável em Cuba”, no âmbito do Programa Indicativo Plurianual para Cuba 2014-2020.

Consuelo Vidal-Bruce, coordenador residente do Sistema das Nações Unidas em Cuba, também participou do workshop inicial; Maribel Gutiérrez, representante do PNUD, e Carlos Fidel Martín, diretor de Organizações Econômicas Internacionais do MINCEX.

(Com informações da FAO)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: