ALBA-TCP, grande esperança para a integração dos povos

Escrito por  William Urquijo Pascual / PL

ALBA-TCP, gran esperanza para la integración de los pueblos

A Aliança Bolivariana para os Povos do Nosso Acordo Comercial América-Povos (ALBA-TCP) chega em 14 de dezembro aos seus primeiros 15 anos de existência.

A Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP) chega em 14 de dezembro aos seus primeiros 15 anos de existência em um cenário marcado pela ofensiva dos centros imperiais de poder no país. continente

Esse mecanismo de integração fundado por Cuba e Venezuela em 2004, resultado da visão estratégica dos líderes revolucionários Fidel Castro (1926-2016) e Hugo Chávez (1954-2013), é o alvo das políticas agressivas dos Estados Unidos em sua ânsia de impor seus interesses hegemônicos na área.

Segundo o internacionalista Reynaldo Bolívar, os Estados Unidos atualmente planejam e executam um ataque brutal contra os países que de alguma forma mantiveram e ainda mantêm relações privilegiadas com potências emergentes como China, Rússia, Índia e Irã, entre outros, e que Eles também promovem projetos de integração sob a doutrina bolivariana.

Em declarações à Prensa Latina, o proeminente acadêmico venezuelano disse que o objetivo do imperialismo norte-americano gira em torno de torpedear mecanismos integracionistas como a Comunidade dos Estados da América Latina e do Caribe (Celac), a União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e a própria ALBA-TCP .

“O impacto desse ataque foi forte”, disse Bolívar, “porque os Estados Unidos foram contra esses blocos por meio de operadores nacionais de direita, aplicando métodos de desestabilização contra os governos progressistas da América Latina e do Caribe”.

“Entre tudo isso, a ALBA-TCP permanece em resistência, mas a Unasul, por exemplo, se desentendeu com a judicialização da política que rompeu com os governos do Partido dos Trabalhadores no Brasil, juntamente com a compra de consciência. do presidente Lenín Moreno, no Equador, e a radicalização da Colômbia ‘, estimou o estudioso.

BOLÍVIA, NOVA INTEGRAÇÃO

Após o golpe de Estado perpetrado na Bolívia contra o governo legítimo do presidente Evo Morales, uma ação tomada por Washington em cumplicidade com setores extremistas da direita local, as autoridades de fato anunciaram sua saída imediata da ALBA-TCP.

Como parte de sua estratégia para torpedear qualquer tentativa que envolva a unidade dos povos da América Latina e do Caribe, o golpe de estado veio a aumentar o recorde de agressões do governo dos EUA contra os países membros da organização, como Cuba, Venezuela e Nicarágua.

Nesse contexto, durante a recente reunião de seu Conselho Político, realizada em Manágua, as nações da ALBA-TCP ratificaram o compromisso com a unidade da América Latina e do Caribe, por meio da solidariedade, coordenação e integração política, além da defesa. da soberania e livre determinação dos povos.

“Vemos que o centro dos planos para destruir esses projetos de integração é a ALBA-TCP”, disse Reynaldo Bolívar, lembrando que recentemente foram feitas tentativas de aplicar ações desestabilizadoras durante o desenvolvimento das eleições na Commonwealth of Dominica, juntamente com este às agressões continuaram por anos contra Cuba, Venezuela e Nicarágua.

Ele acrescentou que as agressões dos EUA contra os processos de integração por meio de ataques individuais às nações membros também buscam ressuscitar a Organização dos Estados Americanos como um mecanismo de dominação regional e posicionar o agrupamento de governos de extrema direita reunidos no chamado Grupo Lima.

ALBA-TCP, A GRANDE ESPERANÇA

Os princípios fundamentais da ALBA-TCP são opostos pela antonomasia às pretensões hegemônicas do imperialismo dos EUA na região, enfatizando a complementaridade, a justiça e a cooperação.

Criada com o objetivo histórico fundamental de unir as capacidades e forças dos países que a integram, na perspectiva de produzir transformações estruturais e o sistema de relações necessárias para alcançar o desenvolvimento integral, essa plataforma também emergiu como uma aliança em defesa da independência , a autodeterminação e a identidade dos povos.

É uma iniciativa de marcado caráter humanista, que permitiu a promoção de programas educacionais e de saúde em benefício de milhões de pessoas em vários países da região da América Latina e do Caribe.

Sob a premissa de que comércio e investimento não devem constituir fins em si mesmos, mas mecanismos de cooperação e solidariedade expressos em planos especiais para nações menos desenvolvidas, a ALBA-TCP concretizou projetos e empresas para unir as potencialidades dos estados. membros.

Os programas promovidos em benefício do povo abrangem diferentes áreas, como alimentos, meio ambiente, ciência e tecnologia, comércio justo, cultura, educação, energia, indústria e mineração, saúde, telecomunicações, Transporte e turismo.

Reynaldo Bolívar disse que a ALBA-TCP é hoje a última grande esperança para a integração dos povos, como exemplo a seguir por suas posições políticas e econômicas, em defesa da soberania e da autodeterminação.

Com as idéias promulgadas pelos heróis Simón Bolívar e José Martí, e continuadas neste século por Fidel Castro e Hugo Chávez, destacou, o importante é a união para alcançar o bem-estar dos povos, uma comunidade e interesses comuns em matéria de defesa política, cultura, gênero; Uma aliança para o desenvolvimento integral.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: