ALBA-TCP realizará sua XVII Cúpula neste sábado em Havana

A XVII Cúpula da Aliança Bolivariana para os Povos da América – Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP) será realizada amanhã sábado em Havana, Cuba, no âmbito do XV aniversário da fundação do mecanismo de diálogo e acordo.

El ALBA-TCP nació el 14 de diciembre de 2004 en La Habana como un foro de integración regional.

Em uma declaração, o Ministério de Relações Exteriores de Cuba informou que esta reunião “será delegação de países membros e convidados deste mecanismo para consulta e integração dos países da América Latina e do Caribe”.

O Ministério das Relações Exteriores de Cuba enfatizou que a ALBA-TCP “defende os princípios de respeito à soberania, solidariedade, complementaridade, justiça, paz e cooperação”.

A nomeação será propícia para comemorar o XV aniversário da fundação da Aliança, nascida em 14 de dezembro de 2004 em Havana.

A ALBA-TCP é composta por Antígua e Barbuda, Cuba, Dominica, Granada, Nicarágua, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, Suriname, Venezuela e Bolívia, cujo governo de fato anunciou em novembro passado – após o golpe contra o legítimo presidente Evo Morales – sua saída do fórum político.

Na XVI Cúpula da ALBA-TCP, também realizada em Havana em dezembro de 2018, foi acordado o fortalecimento da unidade na diversidade dos povos de nossa América, suas forças esquerdas e progressistas e seus movimentos sociais contra o ataque imperial.

Na declaração final da reunião realizada no ano passado, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, destacou que “a ALBA-TCP reitera seu trabalho pela nova ordem eqüitativa, uma ordem justa que promova o multilateralismo (…) Rejeita o intervencionismo dominação política e estrangeira imposta pelos poderes hegemônicos tradicionais “.

Ele disse que o objetivo do organismo é contribuir com soluções pacíficas para a resolução de controvérsias, respeitando em primeiro lugar a soberania de cada país, diante das medidas unilaterais que alguns governos aplicam, “contrariamente à Carta das Nações Unidas”.

Publicado por tudoparaminhacuba

Adiamos nossas vozes hoje e sempre por Cuba. Faz da tua vida sino que toque o sulco, que floresça e frutifique a árvore luminoso da ideia. Levanta a tua voz sobre a voz sem nome dos outros, e faz com que se veja junto ao poeta o homem. Encha todo o teu espírito de lume, procura o empenamento da cume, e se o apoio rugoso do teu bastão, embate algum obstáculo ao teu desejo, ¡ ABANA A ASA DO ATREVIMENTO, PERANTE O ATREVIMENTO DO OBSTÁCULO ! (Palavras Fundamentais, Nicolás Guillen)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: