Argentina e Brasil, os maiores vencedores do Festival de Cinema de Cuba

Hoje, filmes argentinos e brasileiros valorizam a maior parte dos prêmios coralais do 41º Festival Internacional de Novo Cinema Latino-Americano, realizado em Cuba

Festival de cine

Hoje, os filmes argentinos e brasileiros valorizam a maior parte dos prêmios coralais do 41º Festival Internacional de Novo Cinema Latino-Americano, realizado em Cuba.

O filme Os sonâmbulos, de Paula Hernández (Argentina, Uruguai), sobre os abusos de uma estrutura patriarcal, ganhou o prêmio de ficção, enquanto na mesma seção o júri concedeu um coro especial a La Llorona, de Jayro Bustamante (Guatemala, França) e algumas bestas, de Jorge Riquelme Serrano (Chile).

O filme Os Sonâmbulos relatou prêmios como o Coro de Roteiro para Paula Hernández e o Prêmio de Atuação Feminina para a extraordinária atriz argentina Érica Rivas, enquanto o masculino foi para o ator e compatriota também muito versátil, Luis Brandoni, por seu trabalho na Odisséia dos giles e a história das doninhas.

Paradoxalmente, neste último filme (do diretor Juan José Campanella), ele interpreta um ator deficiente que penetra com maestria o coração do espectador e com seus colegas Oscar Martínez, Graciela Borges e Marcos Mundstock tece uma deliciosa tragicomédia que ganhou o Prêmio Coral do Festival

Também da Argentina foram laureados do apocalipse, de Sebastián Dietsch (roteiro não publicado); Anos curtos, dias eternos, de Silvina Estévez (Pós-produção); Romance da ternura tardia, de Ana Bugni (Prêmio Especial do Júri para curta-metragem de documentário) e As Boas Intenções, de Ana García Blaya (Coral Especial do Júri).

O outro país mais mencionado foi o Brasil pela conquista dos corais Héléne Louvart (Fotografia) de A Vida Invisível de Eurídice Gusmão e, do mesmo filme, Rodrigo Martirena (Direção de Arte).

No Brasil, Mateus Alves e Tomaz Alvez (música original) do filme Bacurau triunfaram; Sergio Mekler e Laura Marques (edição) de Three Summers; e Maíra Santi Bühler (Júri Especial Coral, Documentário) por Diga a ela que você me viu chorar.

Três audiovisuais brasileiros capturaram os prêmios de animação: Ciudad de los Piratas, de Otto Guerra (Longa-Metragem); Carne, de Camila Kater (Curta) e Sangro, de Tiago Minamisawa, Bruno H. Castro e Guto BR (Júri Especial Coral).

Eduardo Cáceres ganhou o prêmio Sound por seu trabalho em La llorona e a cubana Diana Carmenate o pôster para Olga.

Além disso, agosto recebeu prêmios de Cuba, de Armando Capo (Opera Prima); Flying Pigeon, de Daniel Santoyo Hernández (ficção curta) e A media voz (Feature Documentary Choir), de Patricia Pérez Fernández e Heidi Hassan (coprodução Cuba-Espanha-Suíça-França).

Outro filme distinguido com mais de um prêmio foi o Chileno Algumas Feras (Júri Especial de Coral, Ficção), de Jorge Riquelme, que recebeu o Prêmio de Direção.

Por outro lado, o príncipe de Sebastián Muñoz (Chile) obteve o coral para a contribuição artística; O tamanho das coisas, de Carlos Felipe Montoya (Colômbia), ganhou o Prêmio Especial do júri de ficção curta e, do próprio país, Arde la tierra, de Juan Camilo Olmos, obteve o curta-metragem documentário Coral.

Este ano, o júri do Prêmio SIGNIS decidiu em favor de Los lobos, de Samuel Kishi Leopo, do México (co-produzido com os Estados Unidos); e a do FIPRESCI foi decidida por Blanco en Blanco, do Tribunal de Theo, do Chile (co-produzido com a Espanha).

A 41ª edição do Festival Internacional de Novo Cinema Latino-Americano exibirá filmes até 15 de dezembro, nos corredores desta capital. (PL)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: