Al Assad: Se os americanos e os turcos não deixarem a Síria após as negociações, usaremos a força.

Se as tropas dos EUA e da Turquia não abandonarem o território sírio como resultado das negociações, Damasco será forçada a usar a força, disse quinta-feira o presidente da República Árabe, Bashar al Assad, em entrevista ao canal russo. Rossiya 24.

“O dever nacional e constitucional do estado é apoiar qualquer resistência aos invasores”, disse o líder sírio. “O povo se levantará contra a ocupação americana e não poderá ficar nem pelo petróleo, nem pelo apoio de terroristas como o Estado Islâmico e Jabhat al Nusra, ou por qualquer outra coisa”, continuou ele.

Al Assad: Si los estadounidenses y los turcos no dejan Siria tras las negociaciones, usaremos la fuerza

Como Al Assad explicou, o mesmo “se aplica aos turcos” que ocupam a região norte é a Síria. “Se eles não saírem como resultado de negociações políticas, deverão ser expulsos à força”, alertou Al Assad, chamando a resposta final de “dever nacional”.

Sobre a anistia para os representantes da oposição, o presidente sírio disse que há certos casos em que o governo de seu país não pode declarar isso. Entre as pessoas que não podem ser anistiadas estão aquelas que “mataram intencionalmente um grande número de pessoas”, a maioria das quais, explicou, são “comandantes terroristas”.

Conversas com os curdos
O presidente sírio também disse que não manterá nenhum diálogo com os esquadrões curdos no noroeste da Síria até que parem de cooperar com Washington.

“Mantemos contato com grupos políticos curdos no norte da Síria, mas o problema é que alguns desses grupos, nem todos, trabalham em benefício das autoridades americanas”, explicou Al Assad, acrescentando que percebe um problema nessa interação com os EUA. .UU.

“Portanto, é impossível obter qualquer resultado em um diálogo com eles [os curdos], apesar de termos nos encontrado milhares de vezes”, acrescentou.

Na base militar russa na Síria, o líder árabe indicou que seu objetivo não é apenas “combater os terroristas”, mas também alcançar “um equilíbrio político internacional no Conselho de Segurança da ONU e um equilíbrio militar no Região do [Oriente Médio] com a perspectiva de restaurar as posições da Rússia “.

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Siria, #Trump, @Trump, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, eeuu, Elecciones EEUU, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, SIRIA, Trump, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: