Donald Trump e a politização do Covid-19

Donald Trump tem retuitado ativamente e compartilhando informações falsas sobre a covid-19, zombando, em seu estilo peculiar, dos políticos, cientistas e personalidades da saúde de seu país e do mundo

donal trump

Liberate Minnesota! “,” Liberate Michigan! “,” Liberate Virginia! “, Esses tweets incomuns, divulgados on-line na sexta-feira, não foram escritos por membros de grupos de extrema-direita, muitos deles armados, que se manifestavam nas ruas dessas e de outras cidades americanas contra o isolamento social indicado para combater a disseminação da covid-19 no país mais afetado pela pandemia. Eles foram escritos pelo próprio presidente Donald Trump.

O apoio, assim expresso pelo presidente aos grupos supremacistas e antigovernamentais brancos, não se limitou a esse “apelo”, também pedia a proteção do direito constitucional de portar armas, um direito que, segundo ele, “está sitiado”.

Em Oklahoma, de acordo com a CNN, um co-presidente estadual da campanha de Trump em 2016 declarou egoisticamente: “Não somos Nova York. Os problemas deles não são nossos.

As máquinas de mídia, bots, páginas e contas on-line de celebridades de extrema-direita têm espalhado enormes quantidades de notícias falsas, xenofobia e teorias de conspiração sobre o vírus.

Donald Trump tem retuitado ativamente e compartilhando informações falsas sobre a covid-19, zombando, em seu estilo peculiar, dos políticos, cientistas e personalidades da Saúde de seu país e do mundo.

Além de sua estratégia eleitoral de se apresentar como um “oponente” do establishment antes de sua base, a posição do inquilino da Casa Branca é extremamente perigosa em uma sociedade em que o descontentamento cresce diante do colapso do sonho americano e da suposta predestinação hegemônica do mundo. , desafiado pelas potências emergentes, e não mais tão emergentes quanto a Rússia e a China, que ocupam posições multilaterais, de cooperação e solidariedade internacional, ao contrário do unilateralismo feito nos EUA.

A que tudo isso leva? Vamos dar uma olhada: podemos estar no processo de construção de um “senso comum” dos EUA extremos.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: