A OMS considera que os EUA e o Brasil não levou a sério os avisos sobre o surto de coronavírus desde o início.

Por :RT

Quando perguntado sobre surtos do novo coronavírus nos EUA e no Brasil, a porta-voz Margaret Harris, da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou na terça-feira que os avisos feitos pelo organismo desde o início da epidemia não foram levados a sério pelos dois países.

President Trump Departs White House For Campaign Rally In Minneapolis : Fotografía de noticias

EUA é a nação que registra a maioria dos casos de covid-19 no mundo, com mais de 1,3 milhão de infectados e mais de 80.000 mortes.

Nas últimas semanas, o presidente dos EUA, Donald Trump, acusou a OMS de “grave má administração e encobrimento da disseminação do coronavírus”. O presidente também anunciou que seu país deixará de financiar a organização enquanto uma revisão é realizada para avaliar as ações da instituição.

Trump também disse que “uma das decisões mais perigosas e caras da OMS” foi sua “decisão desastrosa de se opor às restrições de viagens da China e de outras nações”.

Bolsonaro Appears In Protest In Favor Of Military Intervention Against The National Congress And Federal Supreme Court : Fotografía de noticias

Por seu lado, o Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia na América Latina, com 168.331 infectados e 11.519 mortes registradas até 11 de maio.

Desde que o primeiro caso foi detectado no país, no final de fevereiro, o governo Jair Bolsonaro se recusou a aplicar uma quarentena total em todo o território, sob a premissa de manter a atividade econômica e o emprego.

Depois de descrever o coronavírus como uma “gripe”, Bolsonaro reconheceu que a sociedade brasileira enfrenta seu “maior desafio”. No entanto, ele diz que não há muito o que fazer, porque a pandemia acabará infectando “70% da população”.

A porta-voz da OMS também observou durante um briefing virtual que os coronavírus são “vírus muito complicados” e é difícil produzir vacinas contra eles, embora haja tratamentos promissores.

La OMS considera que EE.UU. y Brasil no tomaron en serio las advertencias sobre el brote de coronavirus desde el principio

“Temos alguns tratamentos que parecem estar em estudos muito iniciais que limitam a gravidade ou a duração da doença”, disse o funcionário, enfatizando que atualmente “não há nada que possa matar ou parar completamente o vírus”.

“Temos dados potencialmente positivos, mas precisamos analisar mais informações para ter 100% de certeza de que podemos dizer que um tratamento é melhor que outro”, acrescentou Harris.

Categories: #Bolsonaro, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #salud, #Trump, @Trump, Donald Trump, Estados Unidos, epidemia, FORA TRUMP, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: