O governo de Iván Duque está errado ao vincular a política externa colombiana aos interesses dos Estados Unidos. EUA

O delegado da Força Revolucionária Alternativa Comum (FARC), parte da Comissão de Monitoramento, Promoção e Verificação para a Implementação do Acordo de Paz (Csivi), Rodrigo Granda, informou na quinta-feira sobre a retirada da reunião que estava realizando com o governo colombiano. antes da decisão do Departamento de Estado dos Estados Unidos de colocar Cuba como um país que “não colabora na luta contra o terrorismo”.

La formación política instó al Gobierno de Iván Duque a que aclare su posición respecto a Cuba.

Por outro lado, outro membro das FARC, Jairo Estrada, acrescentou que Cuba contribuiu para o desenvolvimento dos diálogos e negociações que culminaram na assinatura do Acordo de Paz. “É um país que contribuiu permanentemente para a construção da paz na Colômbia”, enfatizou.

Ambos concordaram em criticar as declarações do alto comissário para a Paz, Miguel Ceballos, considerado extremamente sério ao questionar o papel de Cuba nas negociações de paz e ao convocar o país do Caribe para entregar os membros da delegação do Exército de Libertação Nacional (ELN) encontrada na ilha.

Granda afirmou que Ceballos “parece mais um delegado da guerra” ao catalogar suas palavras como uma ofensa à dignidade e ao trabalho realizado pelos dois países, a fim de encontrar um acordo que restabelecesse a paz na Colômbia.

Por sua parte, o delegado das Farc no Conselho Nacional de Reincorporação (CNR), Pastor Alape, disse que Cuba se comprometeu com a paz da Colômbia e que é inadmissível que um alto comissário tome posições de “ofensa a um povo que contribuiu” na construção da paz “.

“O governo Iván Duque está errado ao vincular a política externa colombiana aos interesses dos Estados Unidos e colocar o país contra os princípios básicos do Direito Internacional e em detrimento de nossa soberania e da necessária unidade da América Latina e do Caribe”, disse outra integrante do partido das Farc, Sandra Ramírez.

Autor: tudoparaminhacuba

Adiamos nossas vozes hoje e sempre por Cuba. Faz da tua vida sino que toque o sulco, que floresça e frutifique a árvore luminoso da ideia. Levanta a tua voz sobre a voz sem nome dos outros, e faz com que se veja junto ao poeta o homem. Encha todo o teu espírito de lume, procura o empenamento da cume, e se o apoio rugoso do teu bastão, embate algum obstáculo ao teu desejo, ¡ ABANA A ASA DO ATREVIMENTO, PERANTE O ATREVIMENTO DO OBSTÁCULO ! (Palavras Fundamentais, Nicolás Guillen)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: