Maduro denuncia Duque por planejar uma nova incursão contra a Venezuela

Anuncia Venezuela que se frustró otro intento de golpe de Estado

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou nesta quarta-feira, no âmbito da decoração, oficiais das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) que participaram da Operação Negro Primero, que está preparando uma nova agressão contra Caracas da Colômbia.

“Verifiquei informações de que Iván Duque supervisiona, por meio de líderes militares, acampamentos em Medellín, Antioquia, norte de Santander, de grupos de mercenários reagrupados para preparar novas incursões contra a Venezuela”, alertou o presidente Maduro.

O chefe de Estado instou as autoridades venezuelanas a permanecerem destacadas e em permanente vigilância em todo o território “, vamos observar o mar, o território, o espaço aéreo, a Pátria, para que nenhum desses grupos mercenários possa prejudicar nenhuma instituição, venezuelano “, acrescentou.
“Vamos nos preparar para ter uma capacidade preventiva e ativa de reagir e tornar nossa Venezuela um território inexpugnável de grupos terroristas, mercenários, criminosos, traidores que buscam violar a paz e a vida da República”, afirmou o presidente.

Da mesma forma, o presidente ponderou o valor patriótico do povo e da FANB para derrotar a tentativa de golpe da Operação Gideon, “hoje estamos realizando um ato justo de reconhecimento aos bravos, patriotas, bolivianos, aqueles que têm armas na mão, eles fazem o juramento do que é amar a Venezuela acima de qualquer coisa “, acrescentou.

O presidente venezuelano reiterou que as autoridades de Caracas denunciaram o que estava sendo preparado da Colômbia “, nós lhes demos as coordenadas em Riohacha, em Alta Guajira, na Colômbia, para que Iván Duque rebateu a preparação dos mercenários. Mas eles tiveram a ordem de atacar o povo da Venezuela “, afirmou.

“Iván Duque fingiu estar louco pelas acusações, mas da Casa Branca ele foi condenado a atacar (…) Houve muitos esforços políticos, diplomáticos, de comunicação, nacionais e internacionais que fizemos para impedir um banho de sangue”, denunciou o Alto Presidente.

O chefe de estado forneceu detalhes das capturas dos participantes da Operação Gideon, que buscavam desestabilizar a nação venezuelana “, nas operações de busca e captura dos 62 mercenários, 57 foram capturados. Os 20 principais chefes se refugiaram no país. recurso legal da denúncia e eles contaram tudo perante os Tribunais da República Bolivariana da Venezuela ”, comunicou.

Naquele domingo, 3 de maio, essa força-tarefa especial executou a primeira fase da Operação “Primeiro Negro, esmagando o inimigo”, interrompendo a incursão armada de um grupo desses terroristas e mercenários (…) Ninguém balançou as pernas, todos expressos sua coragem pela pátria. Eles foram enviados por mar, terra e ar para derrotar e capturar os mercenários “, ponderou o presidente.

Na cidade CarasyCaretas

Publicado por tudoparaminhacuba

Adiamos nossas vozes hoje e sempre por Cuba. Faz da tua vida sino que toque o sulco, que floresça e frutifique a árvore luminoso da ideia. Levanta a tua voz sobre a voz sem nome dos outros, e faz com que se veja junto ao poeta o homem. Encha todo o teu espírito de lume, procura o empenamento da cume, e se o apoio rugoso do teu bastão, embate algum obstáculo ao teu desejo, ¡ ABANA A ASA DO ATREVIMENTO, PERANTE O ATREVIMENTO DO OBSTÁCULO ! (Palavras Fundamentais, Nicolás Guillen)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: