Desmascaram o advogado de Guaidó

CubaInformation

 

Granma.- A extensa e discutida investigação realizada pela jornalista americana Anya Parampil revela a rede de corrupção e suborno, na qual José Ignacio Hernández está envolvido, que até julho atuou como “advogado” do inexistente “governo interino” do vice da oposição Juan Guaidó, de acordo com um estudo publicado no domingo no site do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela.

De acordo com um artigo de investigação intitulado “O escândalo de suborno ao petróleo expõe o duplo ato corrupto do ‘procurador-geral'”, o jornalista mostra como Hernández teria cobrado honorários lucrativos como mercenário legal para os saqueadores corporativos da Petroleos de Venezuela, de propriedade estatal.

De fato, a investigação revelou que o testemunho do advogado foi comprado por gigantes estrangeiros de petróleo com interesse em fraudar a PDVSA de bilhões de dólares, em um processo julgado improcedente no ano passado por um tribunal distrital da Flórida (EUA). ) sobre um caso de suborno de vários milhões de dólares em março de 2018.

A investigação revela muitos outros casos em que Hernández deu testemunhos falsos, em apoio aos argumentos de empresas americanas e canadenses contra o governo venezuelano. Devido a suas duvidosas manobras legais, a empresa Citgo, subsidiária da estatal Petroleos de Venezuela nos EUA, será liquidada para satisfazer os planos de golpe de Washington contra Caracas, segundo o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela.

O governo venezuelano denuncia que o Citgo foi roubado pelos EUA por meio de um endividamento “ilegal” com a cumplicidade do líder da oposição Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino em janeiro de 2019, no âmbito de um plano de golpe elaborado e apoiado pela Casa Branca.

A tentativa de golpe foi neutralizada, pois até o governo do presidente dos EUA, Donald Trump, reconheceu que Guaidó não é popular e que a maioria dos venezuelanos apóia o legítimo presidente venezuelano Nicolás Maduro.

No entanto, a campanha de pressão dos EUA contra a Venezuela, o roubo do Citgo e o congelamento de fundos do país sul-americano no exterior custaram a vida de muitos venezuelanos, impedindo a importação de medicamentos vitais.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: