Cuba salva, enquanto os EUA. calúnia.

Autor:  | internet@granma.cu

“O altruísmo de nossos profissionais de saúde incomoda o império que, em vez de abordar a grave situação de seus cidadãos infectados, desencadeia uma campanha de descrédito contra a colaboração médica cubana”, afirmou o Presidente da República de Cuba em 28 de julho. , Miguel Díaz-Canel Bermúdez, durante sua palestra no Encontro de Líderes, 30 anos após a criação do Fórum de São Paulo.

Podemos assumir estas afirmações do presidente cubano como uma digna denúncia das constantes calúnias contra nosso país, as mesmas que agora são apoiadas com “advertências” pelo Assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Mauricio Claver-Carone, que “alertou” o Panamá sobre a possível contratação de médicos cubanos.

Segundo a Prensa Latina, em declarações telefônicas de Miami, Claver-Carone anunciou a viagem de uma delegação dos Estados Unidos, chefiada pelo também Conselheiro de Segurança Robert O’Brien, que se reunirá na próxima segunda-feira com o Presidente do Panamá, Laurentino Cortizo, e terá na agenda “vários anúncios sobre questões de saúde, desenvolvimento econômico, segurança nacional e segurança financeira”.

A mesma fonte assegura que esta visita foi tornada pública poucas horas depois que o presidente do Istmo disse a jornalistas que o governo estava tentando chegar a um acordo para a contratação de médicos cubanos, com o objetivo de fortalecer e apoiar os profissionais de saúde panamenhos. , exausto por seu intenso trabalho no confronto com COVID-19.

Em sua mensagem pública, Claver-Carone insistiu na campanha do governo de seu país contra a prestação de serviços internacionais de saúde na Ilha e expressou que tal mensagem é “a qualquer governo que esteja pensando em contratar médicos junto ao governo cubano”. esclareceu o jornal La Estrella de Panamá.

Apesar das advertências intervencionistas do Conselheiro de Segurança dos Estados Unidos, ninguém poderá ofuscar a solidariedade de Cuba, que salvou milhares de vidas com a entrega de mais de 40 brigadas do contingente contra desastres naturais e graves epidemias, Henry Reeve, que colaborou em mais de 30 países. Essas verdades, embora queiram silenciá-las, já fazem parte da história.

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #salud, ·Medicos Cubanos, FORA TRUMP, MasQueMedicos, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), panamá, Profesionales e la Salud, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: